Vacinação tem início na Venezuela com uso da Sputnik V: 'Dia Histórico', diz vice-presidente

© REUTERS / Manaure QuinteroVice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez, durante coletiva de imprensa em Caracas
Vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez, durante coletiva de imprensa em Caracas - Sputnik Brasil, 1920, 18.02.2021
Nos siga noTelegram
A vacinação contra a COVID-19 começou nesta quinta-feira (18) na Venezuela com o uso do imunizante russo Sputnik V. Objetivo é cobrir 70% da população até o final do ano. 

A campanha começou na capital Caracas e nos estados de La Guaira e Miranda, mas depois será estendida ao restante do território venezuelano. 

"Iniciamos o processo de vacinação a nível nacional [...] nesta primeira etapa com os profissionais de saúde. Estamos abrangendo hoje a região da capital, Caracas, Miranda, La Guaira. Mas essa etapa, que levará duas semanas, se estenderá por todo o território nacional", afirmou a vice-presidente, Delcy Rodríguez, para a emissora estatal Venezolana de Televisión.

Parceria estratégica com Rússia

Em seu pronunciamento, ela salientou a cooperação estratégica entre a Rússia e a Venezuela para concretizar a vacinação contra o coronavírus. A vice-presidente agradeceu ao chefe de Estado russo, Vladimir Putin, por ajudar a Venezuela. 

No último sábado (13), um lote com 100 mil doses da Sputnik chegou à Venezuela, de um total de 10 milhões que devem ser entregues ao país. 

"Conseguimos acesso a uma das melhores vacinas que existe hoje no mundo, com eficácia de 91,6%. Por isso, esse é um dia histórico, porque, apesar das dificuldades, apesar do bloqueio criminoso que há contra a Venezuela, apesar da extorsão e da chantagem, estamos hoje dando início a esse plano de vacinação", comemorou Rodríguez. 
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала