Turquia não tem recebido devido apoio dos aliados da OTAN, afirma alto funcionário turco

© AP Photo / Vadim Ghirda Navio turco durante exercícios conjuntos da Turquia e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) no mar Negro
Navio turco durante exercícios conjuntos da Turquia e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) no mar Negro - Sputnik Brasil, 1920, 18.02.2021
Nos siga noTelegram
Os aliados devem estar tão firmemente empenhados na segurança nacional de Ancara da mesma forma como a Turquia está na segurança dos seus parceiros, afirmou o diretor de Comunicações da Turquia, Fahrettin Altun.

Turquia não tem recebido o devido apoio dos aliados da OTAN contra as ameaças à sua segurança nacional, declarou Altun nesta quinta-feira (18).

"Esperamos [receber] o mesmo tipo de compromisso com a segurança nacional da Turquia dos nossos aliados, devido ao comprometimento firme da nossa segurança nacional", afirmou o alto funcionário.

Político exortou também os aliados da OTAN a apoiarem a Turquia contra atos terroristas e a tomarem as medidas necessárias para neutralizar as ameaças que a nação enfrenta.

"Em resposta às ameaças assimétricas, a começar pelo terrorismo, a OTAN é obrigada a agir de forma mais decisiva, mais eficaz e mais e mais proativa."

Em vez disso, a Turquia está exposta a "medidas injustas, ilegais e punitivas contra o seu legítimo esforço de se manter segura", ressaltou.

"Na Síria e no Iraque, opomo-nos veementemente aos esforços armamentistas de apoio a entidades terroristas em nome da luta contra o terrorismo", declarou.

Ancara enfrenta desafios e ameaças que nenhum país poderia facilmente enfrentar, então, a este respeito, as alianças têm se tornado cada vez mais importantes, escreve agência Anadolu.

"Permitam-me sublinhar que o consistente posicionamento antiturco dos EUA, de nosso suposto aliado, é extremamente doloroso, quando se trata de nossa luta contra entidades terroristas como PKK/YPG [Partido dos Trabalhadores do Curdistão e Unidades de Proteção Popular] e FETO", concluiu Altun.

Após a Turquia comprar o sistema russo S-400, os EUA proibiram Ancara de adquirir os caças norte-americanos F-35 de quinta geração e impuseram sanções ao país através do Ato de Combate aos Adversários da América Através de Sanções (CAATSA, na sigla em inglês).

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала