- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta terça-feira, 16 de fevereiro

© AP Photo / Bruna PradoMembro de bloco de carnaval do Rio de Janeiro desfila, apesar de restrições às festividades, 13 de fevereiro de 2021
Membro de bloco de carnaval do Rio de Janeiro desfila, apesar de restrições às festividades, 13 de fevereiro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 16.02.2021
Nos siga noTelegram
Bom dia! A Sputnik Brasil acompanha as notícias mais relevantes desta terça-feira (16), marcada pela interrupção da vacinação contra a COVID-19 em cidades do Brasil, pelo avanço das investigações contra Pazuello e pelo racionamento de energia nos EUA.

Vacinação pode ser interrompida em cidades brasileiras

Nesta segunda-feira (15), o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), informou que a cidade interromperá a campanha de vacinação contra a COVID-19 em função da falta de imunizantes. A vacinação poderá ser retomada no dia 22 de fevereiro com vacinas CoronaVac produzidas no Instituto Butantan. Enquanto isso, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, declarou que vai pedir à Anvisa a liberação de spray nasal israelense que ajudaria no combate à COVID-19 em pacientes em estado grave. A pandemia avança no Brasil, conforme novas variantes como a de Manaus e do Reino Unido são detectadas em grandes centros urbanos do estado de São Paulo. O Brasil confirmou mais 601 mortes e 32.216 casos de COVID-19, totalizando 239.895 óbitos e 9.865.911 diagnósticos da doença, informou consórcio entre secretarias estaduais de saúde e veículos de imprensa.

© REUTERS / Bruno Kelly Índia da etnia mura aguarda dose da vacina contra a COVID-19 em Itacoatiara, Amazonas, 13 de fevereiro de 2021
Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta terça-feira, 16 de fevereiro  - Sputnik Brasil, 1920, 16.02.2021
Índia da etnia mura aguarda dose da vacina contra a COVID-19 em Itacoatiara, Amazonas, 13 de fevereiro de 2021

STF garante acesso da PGR a e-mails de Pazuello para investigar crise em Manaus

Nesta segunda-feira (15), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, autorizou que a Procuradoria-Geral da República (PGR) acesse e-mails trocados pelo ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, para investigar sua responsabilidade no colapso do sistema de saúde do Amazonas, em janeiro de 2021. O ministro também autorizou a coleta de depoimentos de servidores da pasta sobre gastos com a aquisição do remédio hidroxicloroquina e desenvolvimento do aplicativo "TrateCOV".  No mês de janeiro, pacientes faleceram em Manaus por falta de oxigênio. O estado dependeu de ajuda internacional, fornecida inclusive por países como a Venezuela, para tratar seus pacientes de COVID-19 em estado grave.

© REUTERS / Carla CarnielMinistro da Saúde, general Eduardo Pazuello, durante cerimônia de distribuição da CoronaVac, em São Paulo, 18 de janeiro de 2021
Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta terça-feira, 16 de fevereiro  - Sputnik Brasil, 1920, 16.02.2021
Ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, durante cerimônia de distribuição da CoronaVac, em São Paulo, 18 de janeiro de 2021

EUA impõe racionamento de energia a 8 milhões de pessoas durante onda de frio 

O presidente dos EUA, Joe Biden, declarou estado de emergência e impôs racionamento de energia em estados norte-americanos, conforme onda de frio sem precedentes aumenta demanda por aquecedores elétricos. Cerca de 4.7 milhões de pessoas ficaram sem energia elétrica no Texas, onde os termômetros atingiram temperaturas entre -9 e -7 graus Celsius. "A rede de transmissão de energia do Texas não está comprometida. A capacidade de algumas empresas de gerar energia está congelada", escreveu o governador do estado, Greg Abbott, em rede social. "Eles estão trabalhando para restaurar a geração [de energia]". O Serviço Nacional de Meteorologia dos EUA (NWS, na sigla em inglês), informou que a massa de ar frio advinda do Ártico deve manter as temperaturas baixas até o fim desta semana.

© REUTERS / Bryan WoolstonMotorista passa por cachoeira congelada em Louisville, Kentucky, EUA, 15 de fevereiro de 2021
Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta terça-feira, 16 de fevereiro  - Sputnik Brasil, 1920, 16.02.2021
Motorista passa por cachoeira congelada em Louisville, Kentucky, EUA, 15 de fevereiro de 2021

Ataques de mísseis deixa 1 cidadão norte-americano morto e 5 feridos no Iraque

Nesta segunda-feira (15), ataque de mísseis contra base militar gerenciada pelos EUA na cidade de Arbil, no Curdistão iraquiano, deixou um agente de Segurança privado norte-americano morto e cinco feridos, inclusive um militar. O grupo Saraya Awliya al-Dam reivindicou a autoria dos ataques, dizendo lutar contra a "ocupação norte-americana no Iraque", reportou a Reuters. O incidente foi o mais mortal para as forças norte-americanas mobilizadas no Iraque em quase um ano. Autoridades de Segurança da região de maioria curda, informaram que três mísseis atingiram o aeroporto internacional de Arbil durante a madrugada. De acordo com o Ministério do Interior da região, diversos locais foram danificados pelos ataques, que teriam deixado "diversos feridos".

Singapura sinaliza que não apoiará sanções abrangentes contra Mianmar

Nesta terça-feira (16), o ministro de Relações Exteriores de Singapura, Vivian Balakrishnan, afirmou que o país não apoiará "sanções abrangentes, generalizadas e indiscriminadas" contra Mianmar. Singapura tem investimentos em Mianmar e teme que as sasções atinjam cidadãos comuns, enfatizou o ministro. As declarações feitas durante reunião do parlamento local antecipam dificuldades para que a Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) imponha pacote de sanções conjunto contra Naypyidaw. Países como a Indonésia e Malásia pressionam para que o bloco convoque reunião emergencial para tratar do golpe de Estado ocorrido em Mianmar no dia 1º de fevereiro.

© REUTERS / Stringer Manifestantes seguram cartazes com a imagem de Aung San Suu Kyi durante protestos na capital de Mianmar, Naypyidaw, 15 de fevereiro de 2021
Manhã com Sputnik Brasil: destaques desta terça-feira, 16 de fevereiro  - Sputnik Brasil, 1920, 16.02.2021
Manifestantes seguram cartazes com a imagem de Aung San Suu Kyi durante protestos na capital de Mianmar, Naypyidaw, 15 de fevereiro de 2021

Rússia acolhe decisão dos EUA de voltar aos diálogos do Quarteto sobre Israel e Palestina

Nesta terça-feira (16), o Ministério das Relações Exteriores da Rússia declarou que acolhe a volta dos EUA às reuniões do Quarteto do Oriente Médio para debater soluções para o conflito israelo-palestino. "A Rússia acolhe a disposição dos EUA de reintegrar o Quarteto", versa o comunicado. De acordo com a pasta, o enviado especial da Rússia para o Oriente Médio, Vladimir Safronkov, e o vice-secretário de Estado dos EUA para assuntos israelo-palestinos, Hady Amr, realizaram conversa telefônica para tratar do assunto. O grupo composto pelos EUA, Rússia, União Europeia e Nações Unidas foi formado em 2002. A decisão vem conforme o novo secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, implementa mudanças na política externa norte-americana.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала