Peru receberá 700 mil doses de vacinas da Sinopharm neste sábado, anuncia o presidente Sagasti

© AP Photo / Mark SchiefelbeinEm Pequim, uma caixa de uma vacina contra a COVID-19 da farmacêutica chinesa Sinopharm é exibida durante uma feira internacional, em 5 de setembro de 2020
Em Pequim, uma caixa de uma vacina contra a COVID-19 da farmacêutica chinesa Sinopharm é exibida durante uma feira internacional, em 5 de setembro de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 11.02.2021
Nos siga noTelegram
O presidente do Peru, Francisco Sagasti, anunciou nesta quinta-feira (11) que o país receberá no próximo sábado (13) um lote de 700 mil doses da vacina contra a COVID-19 do laboratório chinês Sinopharm.

O anúncio foi feito por meio de um pronunciamento, transmitido em cadeia nacional.

"As 700 mil doses da Sinopharm já estão a caminho. No momento o avião está a 420 quilômetros de Pequim, a caminho de Amsterdã, onde chegará amanhã [12] de manhã para o traslado. […] Vão chegar na noite de sábado [13] as 700 mil vacinas da Sinopharm", disse o chefe de Estado.

No fim de janeiro, o Peru já havia autorizado a importação e a aplicação das vacinas da Sinopharm. Além do laboratório chinês, o Peru negocia imunizantes com outros oito fabricantes. O país já anunciou um acordo com a Pfizer para a compra de 20 milhões de doses de vacinas contra a COVID-19.

© Foto / Presidência PeruO presidente do Peru, Francisco Sagasti
Peru receberá 700 mil doses de vacinas da Sinopharm neste sábado, anuncia o presidente Sagasti - Sputnik Brasil, 1920, 11.02.2021
O presidente do Peru, Francisco Sagasti

O Peru tem um acordo com a AstraZeneca para o recebimento de 14 milhões de vacinas, que devem chegar no segundo semestre de 2021. O país receberá, ainda, doses do COVAX, consórcio que começará a fornecer vacinas para os países das Américas ainda em fevereiro.

O governo peruano afirmou que está em negociações avançadas com a Johnson & Johnson para a compra de cinco milhões de vacinas Janssen. Além disso, negocia para adquirir também as vacinas CoronaVac e Sputnik V e os imunizantes desenvolvidos pela Moderna, Novavax e Curevac.

No total, 1.196.778 pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus no Peru. O país acumula 42.626 mortes causadas pela COVID-19, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала