Assessor de Suu Kyi é detido em nova onda de prisões em Mianmar

© AP Photo / Aung Shine OoSoldados do Exército de Mianmar marcham durante parada militar (foto de arquivo)
Soldados do Exército de Mianmar marcham durante parada militar (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 10.02.2021
Nos siga noTelegram
Um dos assessores mais próximos da líder destituída de Mianmar Aung San Suu Kyi, Kyaw Tint Swe, foi detido durante a noite em uma nova onda de prisões após o golpe militar da semana passada.

A informação foi divulgada por um funcionário do partido Liga Nacional pela Democracia (NLD, na sigla em inglês) de Suu Kyi.

Kyaw Tint Swe serviu como Ministro do Gabinete do Conselheiro de Estado de Suu Kyi, que está detido desde o golpe de 1º de fevereiro. O membro do comitê de informações do NLD, Kyi Toe, disse que Kyaw Tint Swe e quatro outras pessoas foram levadas de suas casas, segundo publicou a Reuters.

​As autoridades de Mianmar não responderam imediatamente a um pedido de comentário e a Reuters não foi capaz de confirmar as detenções de forma independente. Vários funcionários foram detidos desde o golpe.

O Exército de Mianmar assumiu o poder do país em 1º de fevereiro e declarou estado de emergência. O presidente, Win Myint, e a líder do partido governista e vencedora do Nobel da Paz em 1991, Aung San Suu Kyi, foram presos pelos militares em seguida.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала