Freira de 116 anos, 2ª pessoa mais velha do mundo, se cura da COVID-19

© Reprodução/ Facebook/ St Mary's RC ChurchA francesa Lucile Randon, conhecida como irmã Andrée, de 116 anos, é a segunda pessoa mais velha do mundo
A francesa Lucile Randon, conhecida como irmã Andrée, de 116 anos, é a segunda pessoa mais velha do mundo - Sputnik Brasil, 1920, 09.02.2021
Nos siga noTelegram
Irmã Andrée, que completa 117 anos na próxima quinta-feira (11), teve apenas sintomas leves. No total, 80 moradores da casa de repouso onde ela vive, na França, foram contaminados, e dez não sobreviveram.

A francesa Lucile Randon, conhecida como irmã Andrée, se curou da COVID-19 aos 116 anos. Ela testou positivo para o novo coronavírus no dia 16 de janeiro na casa de repouso onde vive, em Toulon, na França, e estava isolada até esta segunda-feira (8).

"Eu nem sabia que tinha", disse a freira aos jornalistas, de acordo com o jornal francês Lavoix Du Nord.

A irmã Andrée, que completa 117 anos na próxima quinta-feira (11), é segunda pessoa mais velha do mundo, atrás apenas da japonesa Kane Tanaka, de 118 anos.

© REUTERS / Eric Gaillard Agente da Saúde atende paciente infectado pelo novo coronavírus em UTI de hospital de Marseille, França, 8 de fevereiro de 2021
Freira de 116 anos, 2ª pessoa mais velha do mundo, se cura da COVID-19 - Sputnik Brasil, 1920, 09.02.2021
Agente da Saúde atende paciente infectado pelo novo coronavírus em UTI de hospital de Marseille, França, 8 de fevereiro de 2021

Segundo a equipe médica, ela não apresentou sintomas graves, como a maioria dos infectados pela doença na casa de repouso onde mora. No local, 81 idosos testaram positivo para a COVID-19, e dez morreram.

Cega e parcialmente surda, a freira é reconhecida pela caridade. Ela se converteu ao catolicismo aos 27 anos e cuidou de idosos e órfãos abandonados após a Segunda Guerra Mundial durante 28 anos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала