Estudo mostra que vacina contra gripe diminui sintomas da COVID-19 em crianças

© Foto / Rodrigo Nunes / Divulgação / Ministério da SaúdeEnfermeira aplica vacina contra gripe em unidade do Sistema Único de Saúde (SUS).
Enfermeira aplica vacina contra gripe em unidade do Sistema Único de Saúde (SUS). - Sputnik Brasil, 1920, 09.02.2021
Nos siga noTelegram
Pesquisa aponta que crianças que recebem o inoculante contra a gripe têm menos chances de desenvolver sintomas da doença causada pelo novo coronavírus, que já matou duas milhões pessoas em todo o mundo.

Pesquisadores descobriram que crianças que recebem uma vacina contra a gripe sazonal têm menos probabilidade de sofrer os sintomas da COVID-19. A descoberta ocorre após a revisão de mais de 900 diagnósticos de COVID-19 em crianças em 2020. Os resultados foram publicados na revista científica Cureus.

"É sabido que o crescimento de um vírus pode ser inibido por uma infecção viral anterior […]. Esse fenômeno é chamado de interferência de vírus e pode ocorrer mesmo quando o primeiro vírus invasor é um vírus inativado, como é o caso da vacina contra a gripe", explica Anjali Patwardhan, principal autor do estudo em comunicado.

Os cientistas revisaram os registros de 905 crianças com COVID-19 entre fevereiro e agosto de 2020 para determinar o histórico de vacinação contra influenza de cada paciente. A pesquisa descobriu que as crianças que receberam a vacina contra a gripe tinham menor probabilidade de apresentar sintomas da COVID-19. O estudo também mostra que as crianças com COVID-19 que receberam a vacina pneumocócica também tinham menor chance de desenvolver sintomas da doença.

"Compreender a relação e coexistência de outros vírus ao lado da COVID-19 e saber o estado de vacinação do paciente pediátrico pode ajudar a implantando as estratégias certas para obter os melhores resultados […]. Com base nessas descobertas, hipotetizamos que a maior incidência de COVID-19 em populações minoritárias também pode refletir sua baixa taxa de vacinação, além de outras desigualdades de saúde", comenta Patwardhan.

A equipe de cientistas espera que esta nova pesquisa leve a uma investigação mais aprofundada das conexões entre vacinações aparentemente não relacionadas e sintomas da COVID-19 em amostras maiores da população em geral.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала