Ampulheta cósmica: telescópio Hubble registra imagem sensacional da nebulosa M1-63 (FOTO)

Cosmos - Sputnik Brasil, 1920, 08.02.2021
Nos siga noTelegram
M1-63 é uma nebulosa planetária bipolar e está localizada ao sul da pequena constelação de Scutum.

Também conhecida como VV 209, IRAS 18486-1314 e 2MASS J18513095-1310367, a nebulosa está a uma distância de quase 32 mil anos-luz da Terra, segundo o portal SCI News.

"Uma nebulosa como esta é formada quando a estrela em seu centro derrama enormes quantidades de material de suas camadas externas, deixando para trás uma nuvem espetacular de gás e poeira", explicou um dos astrônomos do Hubble citado pela mídia.

Acredita-se que um sistema binário de estrelas no centro da nebulosa bipolar seja capaz de criar formas de ampulhetas ou borboletas como a desta imagem porque o material da estrela que se desprende é canalizado em direção aos seus polos com a ajuda da companheira, criando a distinta estrutura de lóbulo duplo vista em nebulosas como M1-63.

© Foto / NASA / ESA / Hubble / L. StanghelliniImagem da nebulosa planetária M1-63 registrada pelo telescópio Hubble da NASA
Ampulheta cósmica: telescópio Hubble registra imagem sensacional da nebulosa M1-63 (FOTO) - Sputnik Brasil, 1920, 08.02.2021
Imagem da nebulosa planetária M1-63 registrada pelo telescópio Hubble da NASA

A nova imagem do M1-63 é baseada em dados obtidos por meio da câmera instalada no telescópio Hubble chamada Wide Field Camera 3 (Câmera de Campo Largo 3, na tradução), a qual possui quatro filtros: F200W, F350W, F502W e F814W.

A cor resulta da atribuição de matizes diferentes a cada imagem monocromática associada a um filtro individual.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала