Representante da UE diz que relações com Rússia 'estão longe de ser satisfatórias'

© AP Photo / Kenzo Tribouillard / Pool PhotoChefe da Política Externa da União Europeia, Josep Borrell, durante coletiva de imprensa em Bruxelas
Chefe da Política Externa da União Europeia, Josep Borrell, durante coletiva de imprensa em Bruxelas - Sputnik Brasil, 1920, 06.02.2021
Nos siga noTelegram
O chefe da diplomacia europeia, o espanhol Josep Borrell, afirmou, ao fim de sua visita a Moscou, que as relações entre UE e Rússia "estão longe de ser satisfatórias", mas reiterou a necessidade de manter abertos os canais diplomáticos.

A visita a Moscou do Alto Representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança foi realizada entres os dias 4 e 6 de fevereiro e, durante sua estadia na capital russa, Borrell se reuniu com o ministro das Relações Exteriores do país anfitrião, Sergei Lavrov, e também com representantes de organizações públicas russas.

"Os canais diplomáticos devem permanecer abertos, não só para reduzir a escalada de crises ou incidentes, mas para transmitir mensagens firmes e francas, ainda mais quando as relações estão longe de ser satisfatórias", disse Borrell, citado pelo site do Serviço Europeu para a Ação Externa (SEAE).

O diplomata espanhol acrescentou que a UE está preocupada com a situação dos direitos humanos na Rússia, ao condenar a sentença emitida contra o blogueiro opositor russo Aleksei Navalny e apelar por sua libertação.

Na terça-feira (2), a Justiça russa deu cumprimento à pena de três anos e meio de prisão, que estava suspensa, contra Navalny. A sentença inclui os dez meses que o blogueiro passou em prisão domiciliar, ou seja, se seu recurso não prosperar, o opositor poderá pegar dois anos e oito meses de prisão.

Após o julgamento, manifestações não autorizadas aconteceram no centro de Moscou. Também foram registrados protestos irregulares nos dias 23 e 31 de janeiro na capital e em outras cidades russas.

Navalny foi preso em 17 de janeiro no aeroporto de Sheremetyevo, em Moscou, pelo Serviço Penitenciário Federal. O blogueiro retornou ao país em um voo vindo da Alemanha, onde estava desde o fim de agosto, após ter sido supostamente envenenado por um agente neurotóxico na cidade russa de Tomsk.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала