Após Peru, Equador mobiliza tropas para fronteira visando frear imigração ilegal (VÍDEO, FOTOS)

© AP Photo / Martín MejiaSoldados peruanos guardam imigrantes venezuelanos detidos em posto fronteiriço em Tumbes, Peru (imagem referencial)
Soldados peruanos guardam imigrantes venezuelanos detidos em posto fronteiriço em Tumbes, Peru (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 03.02.2021
Nos siga noTelegram
O Equador mobilizou 200 militares para fronteira com o Peru com o intuito de impedir a passagem de imigrantes ilegais, enquanto fluxo migratório venezuelano é crescente na região, segundo mídia.

Em comunicado publicado em sua conta no Twitter e visto abaixo, as Forças Armadas do Equador anunciaram o objetivo da operação dizendo:

"O pessoal mobilizado, com meios motorizados, assegurará a eficiência das operações militares, especialmente nas patrulhas de controle e vigilância de fronteira para evitar o fluxo ilegal de imigrantes por passagens não autorizadas."

Nas fotos publicadas pelo Equador é possível ver os veículos táticos empregados na ação.

El Oro. A Brigada de Infantaria Motorizada N° 1 El Oro implementou 20 veículos táticos Hummer para reforçar as operações de proteção das fronteiras no limite político internacional com o Peru e evitar a passagem de imigrantes pelas travessias ilegais.

O evento foi anunciado dias após o Peru realizar ação semelhante ao movimentar 50 veículos do Exército, incluindo tanques, carros de combate, blindados e mais de 1.200 militares.

Segundo publicou o jornal El Espectador, ainda na semana passada a Polícia Nacional do Peru informou sobre a detenção de quase 500 imigrantes ilegais, sendo a maioria venezuelanos.

Embora o país não faça fronteira com a Venezuela, é relatado o fluxo de imigrantes daquele país para o Peru através do território da Colômbia.

De acordo com publicação do portal Infobae, o fechamento de fronteiras devido à pandemia de COVID-19 ocasionou um crescente movimento migratório de venezuelanos e a alteração das rotas através de diferentes países. Enquanto alguns tentam voltar à Venezuela, outros buscam se instalar em países sul-americanos.

Também na fronteira entre o Equador e a Colômbia são realizadas patrulhas militares para impedir a passagem de imigrantes ilegais.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала