Funcionários do Twitter doaram 64 vezes mais à campanha de Biden do que para a de Trump, diz mídia

© REUTERS / Stephen LamLogotipo do Twitter fora da sede da empresa em San Francisco, Califórnia, EUA, 11 de janeiro de 2021
Logotipo do Twitter fora da sede da empresa em San Francisco, Califórnia, EUA, 11 de janeiro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 01.02.2021
Nos siga noTelegram
Funcionários de alto escalão da rede social assumiram um grande número de cargos de liderança na administração de Joe Biden, o que fez os republicanos afirmarem que os empregados do Vale do Silício trabalham junto aos democratas.

Os funcionários do Twitter e alguns de seus familiares doaram uma quantidade significativa de dinheiro à campanha presidencial de Joe Biden, 64 vezes mais do que para seu adversário, Donald Trump, segundo informou a emissora Fox News, citando fontes.

Joe Biden recebeu US$ 193 mil (cerca de R$ 1 milhão), enquanto Donald Trump recebeu US$ 3 mil (aproximadamente R$ 16 mil), segundo o relatório.

Supostamente, os funcionários não pertencem aos maiores contribuintes de Biden, que são, na verdade, a agência de notícias Bloomberg, o fundo de arrecadação Future Forward USA PAC e o aplicativo Asana, conforme dados do Centro de Política Responsiva.

Além disso, a emissora informou que as principais empresas de tecnologia como Google, Amazon e Microsoft estavam entre os doadores do comitê inaugural, segundo o relatório lançado pelo Comitê Inaugural de Biden que inclui doadores que contribuíram mais de US$ 200 (R$ 1 mil), sem especificar a quantia exata.

Os candidatos presidenciais normalmente recebem grandes contribuições para seus comitês inaugurais de muitas empresas, inclusive Trump, que em 2017 recebeu doações da Microsoft e do Google.

De acordo com o relatório do portal Wired, os empregados da Alphabet, Amazon, Apple, Facebook, Microsoft e Oracle doaram cerca de 20 vezes mais dinheiro à campanha presidencial de Biden do que para de Trump, desde o início de 2019.

De acordo com a Comissão Eleitoral Federal, os funcionários dessas seis empresas contribuíram US$ 4,7 milhões (cerca de R$ 25 milhões) para Biden e US$ 239,5 mil (aproximadamente R$ 1,3 milhão) para Trump.

Em dezembro de 2020, alguns republicanos, inclusive os senadores Ted Cruz e Josh Hawley, afirmaram que "gigantes da tecnologia comandariam o governo" caso Biden se tornasse presidente, dado que nove membros de sua equipe de transição previamente trabalharam no Facebook, no Google ou no Twitter, informou a Fox News.

Alguns ocuparam posições na administração de Barack Obama antes de começarem a trabalhar nos gigantes tecnológicos e depois regressaram à política, fazendo parte da equipe de Biden, conforme citou a emissora.

Trump e os gigantes de tecnologia

Durante a administração de Trump, as relações entre a Casa Branca e o Vale do Silício pioraram. Várias empresas de tecnologia criticaram as medidas políticas do ex-presidente, inclusive o isolacionismo e a guerra comercial com a China, principal fonte de rendimento para as empresas de tecnologia.

Muitos legisladores republicanos expressaram sua insatisfação com a forma como as redes sociais moderaram o conteúdo conservador antes da corrida presidencial de 2020. No verão passado, Trump autorizou a Comissão Federal de Comunicação a "esclarecer" partes da Seção 230 da Lei de Decência das Comunicações de 1996 que livra os fornecedores de conteúdo on-line da responsabilidade pelo conteúdo publicado pelos usuários em sua plataforma.

Durante as consultas em outubro e novembro de 2020, o diretor executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, e o diretor executivo do Twitter, Jack Dorsey, refutaram alegações de parcialidade na censura de conteúdo conservador.

Posteriormente, o Twitter impôs restrições às postagens ligadas às acusações não comprovadas sobre fraude eleitoral durante as últimas eleições presidências. Depois da invasão do Capitólio pelos apoiadores de Trump em 6 de janeiro, o Twitter e outra redes sociais como Facebook, Youtube e Instagram também bloquearem a conta do ex-presidente.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала