Forno antigo e pedra para moer descobertos durante escavações no Reino Unido (FOTOS)

© Foto / Conta no Twitter da Guarda CivilConjunto de ânforas do Império Romano e âncora do século XVIII
Conjunto de ânforas do Império Romano e âncora do século XVIII - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Forno parecido com forno de tandur e pedra para moer estão entre os diversos artefatos encontrados ao longo da estrada Spalding Western Relief, no Reino Unido.

Ian Marshman, oficial de meio ambiente histórico do Conselho Municipal de Lincolnshire, afirmou que o forno romano único tandur é a descoberta mais interessante de todas.

"Embora anteriormente os arqueólogos já tenham encontrado pequenas partes desses fornos romanos, este é um dos exemplares mais bem preservados já encontrados no Reino Unido", disse Marshman ao portal Lincolnshire Live.

Agora, a equipe de arqueologia espera reconstruir a forma do forno e analisar sua cinza para entender melhor como foi utilizado e o que poderia ter sido cozido nele. Essa informação forneceria um conhecimento fascinante sobre a indústria e o comércio romano.

"Nossa teoria atual é que os fornos foram usados para fazer pão para as pessoas que preparavam sal nos pântanos", revelou Marshman.

​Forno parecido com forno de tandur e pedra para moer estão entre os diversos artefatos encontrados ao longo da estrada Spalding Western Relief, no Reino Unido.

Durante as escavações, os cientistas descobriram a atividade de dois mil anos na região que remonta à Idade do Ferro (de 800 a.C a 43 d.C.).

Os arqueólogos encontraram uma pedra romana usada para moer grãos para fazer farinha, utilizada talvez nos pães cozidos no forno. A pedra foi descoberta no fundo de uma vala romana larga e provavelmente foi usada pela segunda vez como uma âncora para um pequeno barco romano de pântano.

​Forno romano e pedra para moer estão entre os achados arqueológicos descobertos durante trabalhos na estrada Spalding Relief.

Outros achados interessantes são um dedal medieval feito de liga de cobre que é igual aos dedais para costura modernos e um cabo de osso de uma faca polido depois de anos de uso.

"No período romano tardio, o local foi inundado por níveis elevados de água dos pântanos, em consequência das alterações climáticas, que gerou um tempo mais úmido e frio", disse o oficial.

Os cientistas encontraram traços da atividade novamente no período medieval, quando a área não estava mais submersa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала