- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Companhia aérea brasileira é a 1ª no mundo a retomar voos com Boeing 737 MAX

© REUTERS . Lindsey WassonVisão aérea de aeronaves modelos 737 MAX impossibilitadas de operar, estacionadas em aeroporto nos EUA, em setembro de 2019
Visão aérea de aeronaves modelos 737 MAX impossibilitadas de operar, estacionadas em aeroporto nos EUA, em setembro de 2019 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Gol se tornou hoje (9) a primeira companhia aérea do mundo a voltar a voar comercialmente com o Boeing 737 MAX, desde que o modelo foi proibido de decolar há 20 meses, após dois acidentes que resultaram na morte de centenas de pessoas.

O primeiro voo desta quarta-feira (9) foi entre as cidades de São Paulo e Porto Alegre, segundo o site FlightRadar24, que monitora as rotas de aviões. Em seguida, o avião da Gol Linhas Aéreas Inteligentes fez sua segunda viagem ao decolar da capital gaúcha de volta para São Paulo.

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) suspendeu a ordem de proibição de voo do 737 MAX no final de novembro, após uma decisão semelhante da Administração de Aviação Federal dos Estados Unidos.

Após uma hora e 15 minutos de voo de São Paulo, pousou o primeiro voo comercial do 737 MAX em quase dois anos.

O retorno dos voos com o 737 MAX representa um marco importante para a Boeing, que já vinha tentando colocar o avião de volta em serviço muito antes, e ultrapassou sua meta inicial de retornar às atividades no final de 2019. A expectativa é que a American Airlines seja a próxima operadora a reiniciar os voos com o 737 MAX, em 29 de dezembro, segundo a Reuters.

De acordo com o site G1, a Gol afirmou que, antes de reintegrar os 737 MAX à sua frota, 140 pilotos da companhia realizaram treinamentos nos Estados Unidos em conjunto com a Boeing, e também uma "série rigorosa" de voos técnicos.

"O MAX está entre as aeronaves mais eficientes da história da aviação e a única a passar por um processo completo de recertificação, garantindo os mais altos níveis de segurança e confiabilidade", disse Paulo Kakinoff, diretor presidente da Gol, segundo o G1. 

De acordo com a companhia, a aeronave é "fundamental" para os seus planos de expansão, por sua maior eficiência de combustível e redução nas emissões de carbono. Além disso, a empresa acrescentou que todos os 737 MAX da frota, que são sete no total, deverão receber autorização para voar até o final de 2020.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала