Trump: Biden só entrará na Casa Branca se provar que seus votos 'ridículos' não são 'ilegais'

© REUTERS / Erin ScottPresidente dos EUA, Donald Trump, participa de teleconferência com membros das Forças Armadas na Casa Branca
Presidente dos EUA, Donald Trump, participa de teleconferência com membros das Forças Armadas na Casa Branca - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira (27) que o democrata Joe Biden só poderá "entrar" na Casa Branca se provar que seus votos não foram "fraudulentos". 

O republicano afirmou ainda, sem apresentar provas, que tinha ocorrido grandes irregularidades nas votações de Detroit, Atlanta, Filadélfia e Milwaukee. 

​Biden só pode entrar na Casa Branca como presidente se puder provar que seus ridículos '80 milhões de votos' não foram obtidos de forma fraudulenta ou ilegal. Quando você vê o que aconteceu em Detroit, Atlanta, Filadélfia e Milwaukee, uma grande fraude eleitoral, temos um grande problema sem solução!

O Twitter marcou a publicação como "contestada".

Na quinta-feira (26), o republicano deu declaração um pouco mais amena e admitiu que deixaria o cargo caso o Colégio Eleitoral certifique o seu rival democrata como vencedor das eleições presidenciais de 3 de novembro. Por outro lado, disse que se Biden fosse anunciado como vitorioso, isso seria um "erro". 

Estados onde a disputa foi acirrada e com pouco diferença de votos, como Geórgia, Pensilvânia e Michigan, decisivas para a vitória de Biden, já certificaram o resultado da apuração. 

Trump admitiu transição

Na segunda-feira (23), a Administração de Serviços Gerais (GSA, na sigla em inglês), agência encarregada de autorizar o início do processo de transição nos Estados Unidos, informou à equipe de Biden que a transição de poder poderia começar oficialmente.

A informação foi publicada pelo próprio Trump no Twitter. Ele recomendou que seja "feito o que precisa ser feito" em relação "aos protocolos iniciais" da transição.

O democrata obteve 80.063.589 de votos, conquistando 306 delegados no Colégio Eleitoral, enquanto Trump conseguiu 73.904.195 de votos, alcançando 232 delegados. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала