Toronto, maior cidade do Canadá, vai entrar em confinamento por pelo menos 28 dias

© REUTERS / Chris HelgrenTorre canadense CN Tower em cores da bandeira francesa, em solidariedade com as vítimas do atentado em Paris
Torre canadense CN Tower em cores da bandeira francesa, em solidariedade com as vítimas do atentado em Paris - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Isolamento começa nesta segunda-feira (23) e só permitirá eventos sociais com membros da mesma família e reuniões ao ar livre para no máximo dez pessoas.

Toronto, a maior cidade do Canadá com três milhões de habitantes, está sendo fechada por pelo menos 28 dias para limitar a propagação da COVID-19, de acordo com um comunicado desta sexta-feira (20) do escritório do primeiro-ministro da província de Ontário, informou a rede de TV a cabo CNN. O confinamento entrará em vigor na segunda-feira (23) e inclui a região de Peel, parte da área da Grande Toronto.

O primeiro-ministro Doug Ford disse no comunicado à imprensa que os números da COVID-19 estão "aumentando rapidamente em certas regiões", acrescentando que o fechamento protegerá "hospitais, lares de idosos, casas de repouso e todas as pessoas nesta província".

"Não podemos nos dar ao luxo de um isolamento em toda a província, por isso estamos tomando medidas preventivas nesta sexta-feira [20], colocando Toronto e Peel em restrições de nível de confinamento. Precisamos tomar medidas decisivas para deter a propagação deste vírus mortal", disse Ford.

Pelas regras do confinamento, reuniões ou eventos sociais internos em Toronto não serão permitidos, exceto com membros da mesma família, e as reuniões ao ar livre serão limitadas a não mais de dez pessoas.

Os cultos de casamento, funerais e cerimônias religiosas onde o distanciamento físico pode ser mantido dentro ou fora de casa também serão limitados a não mais de dez pessoas.

O varejo será autorizado a operar somente para a coleta ou entrega nas calçadas. Alguns negócios, como mercearias e farmácias, poderão abrir com 50% de sua capacidade.

As escolas e creches permanecerão abertas e o ensino pós-secundário passará para o aprendizado virtual, exceto para treinamentos que só poderão ser ministrados pessoalmente.

Outras partes da província também passarão para níveis mais altos de restrições a partir de segunda-feira (23), de acordo com a liberação.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Canadá tem cerca de 311 mil casos da COVID-19 e 11 mil mortos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала