Rússia rechaça novas sanções dos EUA ligadas à Coreia do Norte

© Sputnik / Yevgeny Biyatov / Abrir o banco de imagensBriefing da representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, em Moscou (arquivo)
Briefing da representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, em Moscou (arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, declarou nesta sexta-feira (20) que Moscou lamenta as novas sanções dos EUA relacionadas à Coreia do Norte que afetam duas empresas russas.

"A decisão das autoridades dos EUA de impor sanções contra duas empresas russas que supostamente empregam trabalhadores norte-coreanos em nosso país é lamentável", disse Zakharova em um comunicado publicado no site da chancelaria russa.

A diplomata destacou que "as restrições contra as empresas são uma medida discriminatória da administração dos Estados Unidos que carece de fundamento".

​Maria Zakharova afirmou que os Estados Unidos apresentam "apenas as suas suspeitas" sem quaisquer provas e censuram a Rússia por violar as resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

"Rejeitamos categoricamente essas acusações, condenamos a prática de uso extraterritorial pelos EUA de suas próprias normas legais que contradizem as normas geralmente aceitas do direito internacional", acrescentou.

Na última quinta-feira (19), o Departamento do Tesouro dos EUA comunicou a inclusão das empresas Mokran e Cholsan, situadas na Rússia, na lista de sanções ligadas à Coreia do Norte por "participar, facilitar ou sido responsável pela exportação de trabalho forçado da Coreia do Norte, inclusive para gerar receita para o governo da Coreia do Norte ou para o Partido dos Trabalhadores da Coreia".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала