Mísseis dos EUA 'não vão funcionar contra mísseis mais avançados', alerta especialista

© AFP 2022 / Greg BakerVeículo militar levando o míssil chinês DF-21D
Veículo militar levando o míssil chinês DF-21D - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Recentemente, os EUA conduziram um teste de interceptação de míssil balístico intercontinental (ICBM, na sigla em inglês) usando o interceptador Standard Missile-3 Block IIA – um sistema de defesa antimísseis.

Na quinta-feira (19), analistas militares chineses afirmaram ao jornal Global Times que o teste dos EUA foi conduzido apenas em um cenário ideal e pode encontrar dificuldades ao enfrentar mísseis reais, incluindo mísseis mais avançados e hipersônicos.

O interceptador Standard Missile-3 Block IIA, desenvolvido em conjunto pelas empresas de defesa Raytheon e Mitsubishi Heavy Industries, foi lançado a partir do USS John Finn durante a simulação.

Embora o teste tenha mostrado o nível avançado dos EUA na defesa contra mísseis balísticos, ele não terá um impacto significativo no atual balanço da dissuasão nuclear no mundo, afirmaram os especialistas chineses.

© Foto / MC1 Ronald Gutridge / Marinha dos EUASubmarino Annapolis da Marinha dos EUA dispara míssil Maritime Strike Tomahawk (MST)
Mísseis dos EUA 'não vão funcionar contra mísseis mais avançados', alerta especialista - Sputnik Brasil
Submarino Annapolis da Marinha dos EUA dispara míssil Maritime Strike Tomahawk (MST)

Os especialistas também destacaram que o teste ocorreu em um cenário ideal para os mísseis norte-americanos e que em um cenário real, com mísseis avançados e hipersônicos lançados de lugares desconhecidos, a eficácia do sistema norte-americano seria questionável.

Durante o teste, um ICBM tradicional foi usado, ou seja, ele não possui a capacidade de alterar ativamente sua trajetória durante o voo, o que facilita consideravelmente a interceptação, ressaltaram os analistas.

O teste marca um aumento nas defesas dos EUA contra mísseis norte-coreanos, mas também pode levar a Rússia e a China – há muito tempo desconfiadas das defesas antimísseis dos EUA – a desenvolver armas mais sofisticadas e a continuar acumulando armas, o que consequentemente alarmaria ainda mais o Pentágono.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала