- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

PF diz que hackers acessaram dados deste ano de servidores do TSE

© Folhapress / Lalo de AlmeidaPrédio do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em Brasília.
Prédio do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em Brasília. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Uma análise feita pela Polícia Federal (PF) e pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostrou que o suposto ataque hacker conseguiu acessar dados pessoais de funcionários do tribunal e teria ocorrido neste ano.

A suspeita é de que o ataque tenha acontecido antes do dia 1º de setembro, já que não há informações registradas nos arquivos do TSE após o dia 2.

Segundo a apuração inicial, o invasor acessou dados de 2020, como endereços e telefones, no Portal do Servidor. As informações foram publicadas pelo portal G1.

© Folhapress / UOLO ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) e presidente do TSE Luís Roberto Barroso em foto de dezembro de 2019.
PF diz que hackers acessaram dados deste ano de servidores do TSE - Sputnik Brasil
O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) e presidente do TSE Luís Roberto Barroso em foto de dezembro de 2019.

A PF já identificou que a origem do ataque ocorreu em Portugal e, segundo o TSE, os ataques não afetam a votação porque as urnas não estão ligadas à Internet.

Os dados obtidos pelo hacker foram divulgados no domingo (15), dia do primeiro turno das eleições.

O tribunal formou uma comissão para acompanhar as investigações da PF sobre os ataques cibernéticos e vai elaborar estudos sobre ações de prevenção e enfrentamento de crimes cometidos pela ação de hackers.

A Comissão de Segurança Cibernética será comandada pelo ministro Alexandre de Moraes e vai contar também com a presença de outras cinco pessoas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала