Retorno de distritos de Karabakh para Azerbaijão vem sendo discutido há tempos, diz Putin

© Sputnik / Mikhail Klimentiev / Abrir o banco de imagensPresidente da Rússia Vladimir Putin (foto de arquivo)
Presidente da Rússia Vladimir Putin (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da Rússia Vladimir Putin se pronunciou sobre os conflitos em Nagorno-Karabakh nesta terça-feira (17).
"Falando francamente, o retorno de cinco distritos de Karabakh para o Azerbaijão, e depois mais dois, que estavam sob o controle da Armênia, vem sendo discutido há um longo tempo", disse Putin.

Em sua fala, realizada durante videoconferência para a Cúpula de Chefes de Estados dos BRICS, Putin ressaltou, no entanto, que os debates sobre a transferência de Shusha para o comando azeri são recentes.

"A transferência da cidade de Shusha para o Azerbaijão nunca foi discutida antes. Surgiu durante este conflito", disse Putin.

O presidente russo lembrou ainda que a Armênia não reconheceu a independência autoproclamada de Nagorno-Karabakh, e acrescentou que Baku tentou retomar territórios na região.

© Sputnik / Aleksei Kudenko / Abrir o banco de imagensHomem dança comemorando fim do cessar-fogo e conquistas do Azerbaijão, após Erevan e Baku porem fim às hostilidades em Nagorno-Karabakh
Retorno de distritos de Karabakh para Azerbaijão vem sendo discutido há tempos, diz Putin - Sputnik Brasil
Homem dança comemorando fim do cessar-fogo e conquistas do Azerbaijão, após Erevan e Baku porem fim às hostilidades em Nagorno-Karabakh

Ao longo do pronunciamento, Putin afirmou que em outubro convenceu Aliev, presidente do Azerbaijão, a pôr fim às hostilidades em Nagorno-Karabakh, com a condição de que os refugiados retornassem a Shusha – mas que a Armênia se opôs ao acordo.

"Se houver relações normais entre Azerbaijão e Armênia, será possível resolver a situação em Karabakh", disse Putin.

Putin ressaltou que "o mais importante agora" é "a missão de retorno de refugiados em Karabakh, que está confiada às forças de paz da Rússia".

Os conflitos em Nagorno-Karabakh se intensificaram no fim de setembro, quando o Azerbaijão e a Armênia fizeram acusações mútuas de violação de cessar-fogo. Ambos os lados só encerraram definitivamente as hostilidades no dia 9 de novembro, quando assinaram um acordo de paz, mediado pela Rússia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала