Países da UE ordenam abate de dezenas de milhares de galinhas para frear gripe aviária

© AFP 2022 / SANDER KONINGAs galinhas do avicultor Theo Bos em Barneveld são fotografadas em ambiente fechado por conta da gripe aviária. 23 de outubro de 2020
As galinhas do avicultor Theo Bos em Barneveld são fotografadas em ambiente fechado por conta da gripe aviária. 23 de outubro de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Casos de gripe aviária foram encontrados em diferentes granjas em toda a União Europeia, autoridades dos países europeus ordenam o abate de dezenas de milhares de galinhas para conter a disseminação.

Uma série de surtos da gripe aviária foi registrada na Europa nas últimas semanas, sendo as aves selvagens consideradas os principais focos da propagação do vírus Influenza (H5N1), responsável pela gripe.

O vírus pode ser dividido em vários subtipos e um deles, o H5N8, foi confirmado em uma granja perto de Rostock, no estado de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental, na Alemanha, afirmou o porta-voz do governo local na terça-feira (17), segundo agência Reuters.

Cerca de 4.500 galinhas na granja serão abatidas, mas como a granja está em vários locais, o número total pode atingir o de 70.000 aves domésticas sacrificadas, comentou.

"Para combater o surto da doença e evitar sua maior propagação, é preciso do ponto de vista médico veterinário abater 70.000 aves em vários locais", disse porta-voz, citado pela Reuters. "As preparações já começaram."

Cerca de 16.000 perus também foram abatidos no mesmo estado alemão quando a gripe foi encontrada em outra granja, declararam autoridades na segunda-feira (16).

Outros surtos da gripe foram registrados na França, na Córsega, na Holanda, no Reino Unido e na Dinamarca. Com tantos casos, os países começaram a tomar providências mais incisivas para conter a disseminação.

A Holanda ordenou abater 48.000 galinhas na terça-feira passada (10), o Reino Unido ordenou sacrificar 12.000 aves domésticas em uma granja no noroeste da Inglaterra.

Nessa segunda-feira (16) a Dinamarca determinou o abate de 25.000 aves e suspendeu a exportação de aves e ovos para os países fora da União Europeia por pelo menos três meses.

O risco da doença para os humanos é considerado baixo, mas devido aos surtos em granjas em diversos países é necessário realizar esses programas de abate para controlar a propagação de gripe aviária.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала