Tempestade Iota chega à América Central e autoridades temem pelo pior

© REUTERS / Jorge Cabrera Cachorro observa atrás de um muro gradeado os efeitos de uma inundação causada pelo furacão Eta em Tela, Honduras
Cachorro observa atrás de um muro gradeado os efeitos de uma inundação causada pelo furacão Eta em Tela, Honduras - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Tempestade tropical Iota deve se tornar um "furacão intenso", disseram as autoridades. Neste sábado (14), o presidente da Guatemala, Alejandro Giammattei, desabafou: "Esperamos que Deus nos ajude".

Observadores meteorológicos afirmaram neste sábado (14) que a tempestade tropical Iota vai chegar à América Central nos próximos dias com ventos de mais de 65 km/h. Diante do aviso, autoridades locais começaram a evacuar a população nas áreas vulneráveis ​​ao ciclone, escreve a Reuters.

O Iota chega à América Central poucos dias após a passagem da tempestade Eta, que deixou mais de 110 mortos, dezenas de milhares de desabrigados e evacuados, e destruiu a infraestrutura em praticamente toda a região.

"O fortalecimento constante a rápido deve começar hoje à noite (14) ou domingo (15), e a previsão é de que Iota esteja muito próximo de um forte furacão", disse o National Hurricane Center, dos Estados Unidos.

"[A tempestade vai trazer] ventos perigosos, ondas de tempestades e impactos das chuvas na região", conclui o comunicado.

A entidade com sede em Miami estimou que Iota vai se mover pelo centro do Mar do Caribe nos próximos dias e vai entrar na segunda-feira (16) pelo Cabo Gracias a Dios, localizado entre a Nicarágua e Honduras. Em ambos os países, as evacuações preventivas de residentes já estão em andamento.

Há cerca de sete dias, o Eta deixou cerca de 65 mil pessoas em estado incomunicável em Honduras. 

​Outro país que foi duramente atingido pela passagem do furacão Eta foi a Guatemala, onde uma montanha desabou sobre a cidade de Quejá, enterrando dezenas de pessoas vivas. Dada a impossibilidade de encontrar os presos sob metros de lama e pedras, a área será declarada cemitério.

Medo e preocupação

O presidente da Guatemala, Alejandro Giammattei, falou neste sábado (14) sobre a sua preocupação com a aproximação da tempestade Iota.

​A partir desta quarta-feira (18), é esperado o aumento das chuvas devido à nova tempestade tropical Iota. Por isso, mobilizamos todos os recursos para atender as comunidades que já foram afetadas pela Eta.

"Estamos preocupados com a faixa transversal, que é a área de Alta Verapaz, Quiché. Estamos preocupados, acreditamos que são as áreas onde poderíamos ter o maior impacto. Em Izabal vai chover muito", disse Giammattei.

Em Honduras, onde o Eta deixou 64 mortos e oito desaparecidos, o presidente Juan Orlando Hernández apelou à população que vive em áreas de risco para que se refugiasse nos abrigos mais próximos.

"A tempestade Iota está colocando nossas vidas e nossa economia em alto risco novamente", disse o presidente.

© REUTERS / Jose CabezasConsequências da tempestade Eta em El Salvador
Tempestade Iota chega à América Central e autoridades temem pelo pior - Sputnik Brasil
Consequências da tempestade Eta em El Salvador
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала