Antibióticos são ineficazes contra COVID-19? Cientista russo responde

© REUTERS / PASCAL ROSSIGNOLEnfermeira de máscara e macacão de proteção na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde pacientes com coronavírus (COVID-19) são tratados no Hospital Victor Provo, Roubaix, França, 6 de novembro de 2020
Enfermeira de máscara e macacão de proteção na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde pacientes com coronavírus (COVID-19) são tratados no Hospital Victor Provo, Roubaix, França, 6 de novembro de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
De acordo com vários estudos, mais de 90% das pessoas infectadas pelo coronavírus SARS-CoV-2 estão tomando antibióticos, embora sejam ineficazes contra COVID-19.

Mais de 90% dos pacientes com COVID-19 estão tomando antibióticos, inclusive terapia combinada e intravenosa, não apenas em hospitais, mas também em condições ambulatórias, de acordo com o microbiologista da Academia de Ciências da Rússia, Roman Kozlov, segundo comunicado do Ministério da Saúde da Rússia.

"Sem dúvidas, a situação atual contribuirá para o crescimento significativo de resistência aos antimicrobianos e terá efeitos negativos no futuro", comentou o microbiologista.

Os antibióticos são ineficazes contra os vírus, inclusive patógeno da COVID-19, portanto para curar do coronavírus não é preciso tomar antibióticos. A terapia antibiótica pode ser prescrita caso existam sintomas convincentes de infecção bacteriana, afirmou Kozlov.

A terapia antibiótica pode agravar o estado de saúde do paciente, com chances de levar até mesmo a morte.

Brasil já registrou 5.675.032 casos, mais de 162 mil mortes e 5.163.226 pacientes recuperados da COVID-19. No mundo há 50.913.451 casos confirmados, mais de um milhão de mortes e 33.289.404 pacientes recuperados do coronavírus.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала