Rússia desenvolve submersíveis de grande profundidade de nova geração para operar no Ártico

Nos siga noTelegram
Marinha da Rússia está trabalhando para criar em curto prazo submersíveis de resgate de grande profundidade da geração seguinte, anuncia comandante-chefe do ramo.

As características destes veículos vão ser relevantes pela possibilidade de serem utilizados no Ártico, tanto pela Frota do Norte, como pela Frota do Pacífico, relatou o comandante-chefe da Marinha russa, almirante Nikolai Yevmenov, na conclusão da conferência de trabalho no Almirantado onde foi analisada uma série de questões relativas à continuação da concretização do Conceito de Operações de Busca e Resgate da Marinha da Rússia.

"Hoje em dia, conforme o plano de realização da primeira fase do Conceito de Operações de Busca e Resgate, na Marinha da Rússia está funcionando de maneira eficaz o sistema de modernização, reparação programada e manutenção dos submersíveis de resgate de grande profundidade da classe Priz (profundidade de imersão até 1.000 metros) e da classe Bester (profundidade de imersão até 700 metros)", informou o almirante Nikolai Yevmenov.

"Em particular, o veículo de resgate de imersão profunda AS-36 Bester, modernizado agora na fábrica de reparação de navios em São Petersburgo, vai obter novas características depois de modernização em 2021, que permitirão a usá-lo no Ártico [...] Isto é muito importante para a Frota do Norte, cujas forças operam ativamente no Ártico", destacou ele.

"Neste momento, especialistas do estaleiro [...] realizam trabalhos de renovação de uma série de sistemas do submersível de resgate de grande profundidade AS-36 Bester, o que vai reforçar consideravelmente a eficiência de suas características e aumentar as possibilidades de auxiliar submarinos em situação de emergência. Trata-se de novos sistemas de posicionamento, busca hidroacústica e controle televisivo, assim como sistemas de suporte de vida renovados", adicionou Nikolai Yevmenov.

"Atualmente, a Marinha está executando o programa de reparos, modernização e manutenção dos aparelhos de resgate de grande profundidade que estão em serviço nas frotas da Marinha da Rússia. O programa foi elaborado pelo Alto Comando da Marinha em conjunto com organizações de projeto e empresas industriais. Este programa se destina a um período de mais de dez anos e, juntamente com modernização e reparos, envolve também o trabalho de criação de uma nova geração de veículos de resgate de grande profundidade", detalhou o almirante.

Ele também relembrou que nos últimos anos seis submersíveis de resgate de grande profundidade, integrados nos serviços de busca e resgate das frotas, completaram o necessário ciclo de modernização e manutenção em estaleiros.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала