Foguete russo Soyuz colocará em órbita satélite militar da França no final do ano, afirma fonte

© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensLançamento do foguete portador Soyuz-FG, com a espaçonave tripulada Soyuz MS-11 a bordo, desde o cosmódromo de Baikonur
Lançamento do foguete portador Soyuz-FG, com a espaçonave tripulada Soyuz MS-11 a bordo, desde o cosmódromo de Baikonur - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
No final de dezembro, um foguete portador russo Soyuz colocará em órbita o satélite militar francês CSO-2, a partir da base de Kourou, disse à Sputnik uma fonte na indústria aeroespacial.

"O lançamento do foguete Soyuz-ST-A com o bloco de aceleração Fregat-M e o satélite CSO-2 está planejado para o dia 28 de dezembro", disse a fonte.

O lançamento havia sido inicialmente programado para abril, mas foi adiado devido a questões relacionadas com o Fregat-M e o encerramento temporário da base espacial de Kourou, na Guiana Francesa, por causa da pandemia do coronavírus.

Anteriormente foi relatado que, além do satélite francês, está programado o lançamento, da mesma base, de outro Soyuz com o satélite Falcon Eye-2 dos Emirados Árabes Unidos, em 28 de novembro.

Para além disso, em 17 de dezembro, um foguete portador colocará em órbita 36 aparelhos da empresa britânica OneWeb, a partir do cosmódromo russo Vostochny.

O satélite de reconhecimento ótico-eletrônico CSO-2, desenvolvido para o Ministério da Defesa francês, é o segundo deste tipo, após o lançamento do CSO-1, também por um Soyuz, em dezembro de 2018. Os referidos satélites substituirão os aparelhos de propósito semelhante Helios 2A e Helios 2B colocados em órbita em 2004 e 2009.

Desde outubro de 2011, a Rússia já lançou 23 foguetes Soyuz a partir da base de lançamento de Kourou.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала