Israel receberá 1º navio de guerra com interceptadores de mísseis (FOTO)

© AFP 2022 / JACK GUEZNavio Saar 4.5 da Marinha de Israel durante treinamento no mar Mediterrâneo, 4 de abril de 2017 (imagem de arquivo)
Navio Saar 4.5 da Marinha de Israel durante treinamento no mar Mediterrâneo, 4 de abril de 2017 (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês) receberão da Alemanha a primeira corveta de classe Sa'ar 6 nos próximos dias.

O navio de guerra fabricado na Alemanha contará com interceptadores de mísseis e um potente radar para proteger os extensos campos de gás israelenses em alto-mar.

A embarcação, INS Magen, é a primeira de um total de quatro, informa o jornal The Times of Israel. Embora formalmente ocorra a troca cerimonial de bandeiras (da Alemanha pela de Israel) no dia 11 de novembro, a embarcação não estará operacional durante os próximos meses.

De acordo com o jornal, embora a corveta seja entregue totalmente construída e em condições de navegar, a maioria dos sensores, armas e sistemas de defesa são fornecidos por empresas israelenses e serão instalados em Israel após a entrega.

​Apresentamos... a corveta Sa'ar 6! Além de ser o navio mais avançado da Marinha israelense até o momento, o navio estará equipado com nossos mais recentes sistemas operacionais para frustrar qualquer ameaça inimiga. Depois de ser construído durante três anos na Alemanha, o primeiro navio navega até Israel para se unir à nossa frota.

Espera-se que as outras três corvetas da classe Sa'ar 6, INS Oz, INS Atzma'ut e a INS Nitzahon, sejam entregues a Israel durante o próximo ano.

Com um peso aproximado de 2.000 toneladas, estas corvetas foram parcialmente baseadas nos navios da classe Braunschweig, também construídos pela fabricante alemã ThyssenKrupp.

No entanto, as embarcações que serão entregues a Israel foram modificadas significativamente para se adaptarem às necessidades do país.

Segundo o portal Defense News, o interesse por estes navios surgiu devido aos temores de que o país possa sofrer ataques em sua infraestrutura marinha de gás, já que Israel depende muito do gás natural para gerar eletricidade.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала