Corveta russa Aldar Tsydenzhapov testa sistemas de armas no mar do Japão

© Sputnik / Vitaly Ankov / Abrir o banco de imagensCorveta de série do projeto 20380, Aldar Tsydenzhapov, na doca flutuante de transporte e lançamento Zeya ao largo da costa de Vladivostok
Corveta de série do projeto 20380, Aldar Tsydenzhapov, na doca flutuante de transporte e lançamento Zeya ao largo da costa de Vladivostok - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Testes dos armamentos da corveta russa Aldar Tsydenzhapov estão sendo realizados nas águas do mar do Japão (também conhecido como mar do Leste).

A tripulação, junto com equipe de entrega, continua verificando a confiabilidade dos sistemas de artilharia de navio. Parte do armamento do navio já foi testada.

A corveta realizou testes de fogo a alvos marítimos e aéreos de sua peça de artilharia naval universal de 100 milímetros A-190 e de sistema automático de artilharia de seis canos AK-630, de acordo com o comunicado da Frota do Pacífico da Marinha da Rússia.

Além disso, os marinheiros praticaram a colocação de interferências eletrônicas usando sistema de lançamento PK-10 de 122 milímetros. O funcionamento da corveta no mar tem o suporte de aviões de apoio aéreo Tu-142 e Il-38 da aviação naval da Frota do Pacífico.

A corveta se prepara para testar o armamento antissubmarino e o sistema antinavio de mísseis de cruzeiro Uran.
© Sputnik / Vitaly Ankov / Abrir o banco de imagensCorveta do projeto 20380, Aldar Tsydenzhapov, no estreito de Bósforo Oriental
Corveta russa Aldar Tsydenzhapov testa sistemas de armas no mar do Japão - Sputnik Brasil
Corveta do projeto 20380, Aldar Tsydenzhapov, no estreito de Bósforo Oriental

Corveta Aldar Tsydenzhapov foi construída para a Frota do Pacífico no Estaleiro de Construção Naval de Amur. Essa é a terceira corveta de série do projeto 20380, sendo destinada para operar na zona marítima próxima, combater contra navios de superfície e submarinos inimigos e apoiar com artilharia forças de desembarque anfíbio.

O comprimento da corveta é de 104,5 metros, a boca é de 13 metros, o deslocamento total é de 2,2 mil toneladas, tendo velocidade máxima de 27 nós.

Está previsto que até o fim de 2020 a corveta se juntará à Frota do Pacífico.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала