China pretende modernizar seu exército até 2027 para 'desbancar' EUA, segundo mídia

© REUTERS / China DailySoldados do Exército Popular de Libertação da China (PLA) na parada militar comemorativa do 90º aniversário do exército chinês, julho de 2017
Soldados do Exército Popular de Libertação da China (PLA) na parada militar comemorativa do 90º aniversário do exército chinês, julho de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Na semana passada, o presidente chinês Xi Jinping pediu mais esforços para seguir modernizando o exército do país, que segundo ele, é a chave para a renovação nacional da China.

Pequim anunciou um novo objetivo de transformar o Exército de Libertação Popular (ELP) em uma força militar moderna até 2027.

De acordo com o plenário do Comitê Central do Partido Comunista Chinês, realizado no início desta semana, o prazo previsto coincide com o centenário da fundação do ELP e a modernização ocorrerá em paralelo com o reforço das capacidades de defesa do país, bem como com o crescimento de sua economia.

Junfei Wu, vice-diretor do Instituto Tianda de Hong Kong, citado pelo jornal South China Morning Post, acredita que o objetivo da China seja igualar as capacidades de seu exército às dos EUA até 2027, para impedir a interferência norte-americana em torno de Taiwan.

© AP Photo / Mark SchiefelbeinVeículos militares chineses carregando o míssil de cruzeiro DF-100 no decorrer do desfile militar em homenagem aos 70 anos da criação da República Popular da China
China pretende modernizar seu exército até 2027 para 'desbancar' EUA, segundo mídia - Sputnik Brasil
Veículos militares chineses carregando o míssil de cruzeiro DF-100 no decorrer do desfile militar em homenagem aos 70 anos da criação da República Popular da China

Oficialmente, os EUA seguem a política de Uma Só China, que não reconhece a independência de Taiwan, contudo, Washington possui laços comerciais com a ilha, para além de lhe fornecer armas.

O comunicado do plenário surgiu após o presidente Xi Jinping afirmar no final da semana passada que um exército mais forte poderia fazer a diferença no "apoio estratégico" ao programa de modernização nacional do país.

A China pretende elevar suas capacidades através de armas e equipamentos inteligentes, como porta-aviões inteligentes, navios de assalto anfíbios e grandes destróieres.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала