OMS: risco de pegar COVID-19 em aviões é 'muito baixo'

© Sputnik / Mikhail Golenkov / Abrir o banco de imagensControle sanitário e epidemiológico no aeroporto de Kaliningrado
Controle sanitário e epidemiológico no aeroporto de Kaliningrado - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse nesta quinta-feira (22) que o risco de a COVID-19 se disseminar em voos parece ser "muito baixo", mas não pode ser descartado.

A informação foi dada através de um comunicado enviado pela OMS à agência Reuters.

"A transmissão em voo é possível, mas o risco parece ser muito baixo, dado o volume de viajantes e o número pequeno de relatos de casos", escreveu a Organização Mundial da Saúde.

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) disse que somente 44 potenciais casos de transmissão em voo foram identificados entre 1,2 bilhão de viajantes neste ano.

Apesar do número baixo de registros oficiais, a OMS pede cautela.

"O fato de que a transmissão não é amplamente documentada na literatura publicada não significa, porém, que não acontece", completou.

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos publicou um documento na semana passada e descreveu que a probabilidade de se contrair COVID-19 em aeronaves comerciais é "muito baixa".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала