- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Testes da CoronaVac são positivos e sem efeitos colaterais, diz Doria

© YouTube / Portal Administradores João Dória Jr., então candidato do PSDB à Prefeitura Municipal de São Paulo
 João Dória Jr., então candidato do PSDB à Prefeitura Municipal de São Paulo  - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Em entrevista nesta sexta-feira (16), o coordenador executivo do Centro de Contingência do Coronavírus, João Gabbardo, garantiu que as duas primeiras fases dos exames indicaram uma eficácia próxima de 98%.

De acordo com pronunciamento nesta sexta-feira (16) do governador de São Paulo, João Dória, os testes da vacina contra a COVID-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em conjunto com o Instituto Butantan não apresentam qualquer efeito colateral até o momento.

Na entrevista coletiva, Doria afirmou que um resumo dos laudos dos exames vacinais no Brasil vai ser enviado à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta segunda-feira (19).

"Até agora, os testes [são] positivos para CoronaVac, a vacina do Butantan com o laboratório Sinovac", disse o governador.

João Gabbardo, por sua vez, afirmou que acredita que a vacina "atende a todos os requisitos elencados pelo Ministério da Saúde para ser incorporada ao Programa Nacional de Imunizações".

Na última quinta-feira (15), o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, indicou em entrevista coletiva que o CoronaVac está na lista de vacinas que o governo federal deve comprar, mas que estudos de fatores como segurança, eficácia, prazos e escala de produção ainda são necessários.

O Ministério da Saúde exige uma eficácia nas vacinas de no mínimo 50% para aprovação da Anvisa.

Centro de Contingência do Coronavírus

De acordo com uma previsão divulgada nesta sexta-feira (16) pelo Centro de Contingência do Coronavírus, o estado de São Paulo deve ter entre 1,11 milhão e 1,2 milhão de casos de COVID-19 até o dia 31 de outubro.

O instituto também projeta também que o estado tenha, até o fim de outubro, entre 40 mil e 41 mil mortes provocadas pelo novo coronavírus.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала