Curva de COVID-19 na Rússia deve se achatar nos próximos 10 ou 20 dias

© REUTERS / Maxim ShemetovMulher usa máscara contra COVID-19 em Moscou (foto de arquivo)
Mulher usa máscara contra COVID-19 em Moscou (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A vice-diretora do Instituto de Epidemiologia da Rússia, Natalia Pshenichnaya, declarou nesta segunda-feira (12) que estima que a curva de infectados por COVID-19 no país pode achatar em dez ou 20 dias.

Em sua previsão, Pshenichnaya destacou a importância de um maior grau de consciência, o alargamento das férias escolares e a disciplina no cumprimento das medidas preventivas, além do regresso ao teletrabalho para uma porcentagem considerável da força de trabalho.

Essas medidas, em sua opinião, vão ajudar a retardar as infecções, embora o efeito não seja imediato, visto que a nova infecção tem um longo período de incubação.

"É possível que aconteça nos próximos dez ou 20 dias, já que muitas restrições foram impostas no final de setembro e início de outubro", disse a epidemiologista.

No domingo (11), a Rússia relatou 13.634 casos adicionais de COVID-19, e constatou o terceiro recorde consecutivo de casos nesta pandemia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала