Erdogan instigou retomada do conflito de Nagorno-Karabakh, acusa Assad (VÍDEOS)

© AP Photo / Página do Facebook da Presidência da SíriaO presidente sírio Bashar Assad durante um discurso em frente dos diplomatas, em 20 de agosto de 2017
O presidente sírio Bashar Assad durante um discurso em frente dos diplomatas, em 20 de agosto de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Bashar Assad acusou o presidente turco de envolvimento no conflito armado no Cáucaso.

Em entrevista à Sputnik, o presidente sírio, Bashar Assad, afirmou que o líder turco, Recep Tayyip Erdogan, foi o principal responsável pelo reacendimento do conflito em Nagorno-Karabakh.

"Ele apoia terroristas na Líbia, foi o principal instigador e iniciador do recente conflito em Nagorno-Karabakh entre o Azerbaijão e a Armênia", disse.

Nesta segunda-feira (5), uma fonte ligada à oposição síria informou à Sputnik que mercenários sírios estão sendo enviados à zona de conflito no Cáucaso através da Turquia.

Segundo a fonte consultada, neste domingo (4), os corpos de 53 combatentes sírios, mortos em Nagorno-Karabakh, foram repatriados para a Síria.

De acordo com o líder sírio, a Turquia usou terroristas de diferentes países na Síria e recorreu aos mesmos métodos na Líbia.

"Podemos confirmá-lo sem qualquer dúvida, mas não porque tenhamos provas. Às vezes não existem provas, mas há indicações nesse sentido", afirmou o mandatário.

"Portanto, o fato de ela [a Turquia] estar usando os mesmos métodos em Nagorno-Karabakh não exige provas, isso é muito provável porque, como já falei, foi precisamente a Turquia que levou a este problema, que começou, encorajou, este conflito. A Turquia queria alcançar algo e planeja usar os mesmos métodos. Podemos dizer com confiança que ela está usando terroristas sírios e de outros países em Nagorno-Karabakh", disse Assad.

O conflito, que se agravou em 27 de setembro deste ano, teve início em fevereiro de 1988, quando a região de Nagorno-Karabakh declarou independência em relação à República Socialista Soviética do Azerbaijão, iniciando uma guerra que culminou com a perda de controle do território pelo Azerbaijão.

Porém, Baku tem mantido firme sua intenção de restabelecer sua soberania sobre o território, protegido pelas Forças Armadas da Armênia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала