Moscou acusa Berlim de dificultar investigação preliminar russa do caso Navalny

© Sputnik / Natalia Seliverstova / Abrir o banco de imagensMinistério das Relações Exteriores da Rússia na Praça Smolenskaya-Sennaya, Moscou
Ministério das Relações Exteriores da Rússia na Praça Smolenskaya-Sennaya, Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Ministério das Relações Exteriores da Rússia divulgou um comunicado nesta sexta-feira (25) afirmando que o governo alemão obstrui a investigação preliminar da Rússia sobre o que aconteceu com o opositor russo Aleksei Navalny.

"O governo da Alemanha impede ativamente a investigação preliminar realizada na Rússia sobre o incidente com Aleksei Navalny, colocando obstáculos para estabelecer a verdade sob a lei russa", diz o texto.

Além disso, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia denunciou um plano para "politizar este incidente com o objetivo óbvio: acusar a Rússia de violar a Convenção para a Proibição de Armas Químicas".

© REUTERS / Conta Instagram de @navalny / HandoutAleksei Navalny descendo de escadas
Moscou acusa Berlim de dificultar investigação preliminar russa do caso Navalny - Sputnik Brasil
Aleksei Navalny descendo de escadas

De acordo com o comunicado da diplomacia russa, o escritório técnico da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), "quando ofereceu ao lado alemão [...] assistência técnica no âmbito do 'suposto envenenamento de Aleksei Navalny', excedeu o seu mandato".

A OPAQ anunciou formalmente que forneceria assistência à Alemanha no caso Navalny em 17 de setembro, observando que havia "adotado medidas preparatórias específicas para estar pronta para responder a qualquer pedido da Alemanha" logo após ser informada sobre o suposto envenenamento de Navalny no dia 3 de setembro. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала