Revelado mistério por trás da morte de centenas de elefantes em Botsuana

© AP Photo / Charmaine NoronhaElefantes no Parque Nacional Chobe, em Botsuana
Elefantes no Parque Nacional Chobe, em Botsuana - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Autoridades afirmam que toxinas produzidas por uma bactéria presente na água são responsáveis pela morte de mais de 300 animais.

Em uma coletiva de imprensa, o veterinário principal do Departamento de Vida Silvestre e Parques Nacionais de Botsuana, Mmadi Reuben, declarou:

"Nossos últimos testes detectaram que as neurotoxinas de cianobactérias são a causa destas mortes. São bactérias que se encontraram na água."

O especialista reconheceu ao mesmo tempo que "ainda existem muitas perguntas para responder, particularmente por que somente [morreram] os elefantes e por que somente nessa área". "Temos uma série de hipóteses que estamos pesquisando", agregou.

Por sua parte, o diretor adjunto do departamento, Cyril Taolo, elevou de 281 a 330 a cifra de elefantes mortos em Botsuana neste ano.

Em maio passado chegaram as primeiras notícias sobre centenas de elefantes falecidos em uma zona remota a nordeste do delta do Okavango, no país africano, que abriga uma população estimada em torno de 130 mil elefantes, segundo a revista National Geographic.

CC BY 2.0 / guilherme jofili / ElefanteElefante (imagem referencial)
Revelado mistério por trás da morte de centenas de elefantes em Botsuana - Sputnik Brasil
Elefante (imagem referencial)

A caça furtiva de marfim não explicava essas mortes misteriosas, pois todos os cadáveres tinham as presas intactas. Também foram descartadas outras hipóteses como o antraz e o envenenamento por humanos.

Cianobactérias são microrganismos comuns na água e algumas vezes encontrados no solo. Nem todas produzem toxinas, mas cientistas dizem que as tóxicas estão se tornando mais frequentes devidos às mudanças climáticas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала