Morre Ruth Bader Ginsburg, juíza mais antiga da Suprema Corte dos EUA, aos 87 anos

© REUTERS / Jim YoungA juíza Ruth Bader Ginsburg, da Suprema Corte dos EUA, durante sessão do tribunal.
A juíza Ruth Bader Ginsburg, da Suprema Corte dos EUA, durante sessão do tribunal. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A juíza mais antiga da Suprema Corte dos Estados Unidos, Ruth Bader Ginsburg, morreu nesta sexta-feira (18), aos 87 anos, por complicações de um câncer no pâncreas.

Em um comunicado, a Suprema Corte dos EUA informou que Ginsburg foi diagnosticada com a doença no ano passado.

A morte de Ginsburg acirra ainda mais a disputa eleitoral estadunidense ao dar a Donald Trump a terceira indicação de seu mandato e ampliar a maioria conservadora do tribunal.

Em 1999, a juíza que pertencia à ala liberal já havia sido submetida ao tratamento de um câncer no cólon.

A juíza Ginsburg nasceu no Brooklyn, em Nova York, no dia 15 de março de 1933. Ela foi a segunda mulher indicada para a Corte e ocupou o cargo por mais de 27 anos. Ela deixa dois filhos, quatro netos e uma bisneta.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала