É 'ridículo' acusar Irã de apoiar Haftar na Líbia, diz ex-ministro da Defesa iraniano

© Foto / Ministério da Defesa da Rússia / Abrir o banco de imagensEx-ministro da Defesa iraniano Hossein Dehghan
Ex-ministro da Defesa iraniano Hossein Dehghan - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ex-ministro da Defesa iraniano Hossein Dehghan, expressou a disposição de Teerã de negociar com Riad sem pré-condições e criticou as políticas do presidente dos EUA, Donald Trump, no golfo Pérsico.

O conselheiro militar do líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, Hossein Dehghan, comentou a acusação "ridícula" de Teerã estar apoiando o Exército Nacional da Líbia (LNA) liderado pelo general Khalifa Haftar.

Em declarações à Al-Jazeera nesta segunda-feira (22), Dehghan afirmou que o Irã apoia o Governo do Acordo Nacional (GNA) em Trípoli, reconhecido internacionalmente, e ressaltou a importância de as partes buscarem uma solução política para o conflito.

A Líbia está dividida entre as duas administrações rivais desde 2011, quando seu antigo líder Muammar Kadhafi foi morto. O LNA controla o leste do país, enquanto o Governo do Acordo Nacional (GNA) controla o oeste líbio. O LNA tem como objetivo afastar o GNA, que é apoiado pela Turquia, de Trípoli.

O conselheiro militar também chamou o presidente norte-americano Trump de "criminoso", afirmando que o Irã responderia a qualquer ação militar no golfo Pérsico, adicionando que Teerã não discutirá seu programa de mísseis e políticas regionais com terceiros.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала