Presidente do Irã determina ações para combater ameaças de Israel à paz

© AP Photo / Gabinete da presidência iranianaPresidente do Irã, Hassan Rouhani, discursa perante dirigentes em Teerã, Irã, 16 de Janeiro de 2020
Presidente do Irã, Hassan Rouhani, discursa perante dirigentes em Teerã, Irã, 16 de Janeiro de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A presidência do Irã determinou que todas as estruturas governamentais trabalhem em medidas de retaliação abrangente contra ações israelenses que Teerã possa considerar hostis ao país ou à paz regional.

A determinação do presidente Hassan Rouhani, segundo informou a agência IRNA nesta terça-feira (26), é a de que todos os ministérios, o Conselho Supremo de Segurança Nacional e o judiciário implementem a lei aprovada há duas semanas prevendo respostas a ameaças impostas por Israel à estabilidade do Oriente Médio, sobretudo no que se refere à Palestina. 

Há um total de 16 artigos no projeto de lei anti-Israel, que foi adotado pelo parlamento iraniano em 12 de maio. Foi então aprovado pelo Conselho de Guardiões do país e, até agora, só faltava a luz verde do presidente para se tornar lei.

As medidas previstas poderiam incluir, supostamente, a produção de filmes que revelem crimes de guerra e outras atrocidades cometidas por Israel durante o conflito com os palestinos. 

​As relações entre Israel e Irã têm sido péssimas há muitos anos. Tel Aviv acusa Teerã de apoiar movimentos militantes ilegais na região, ao mesmo tempo que busca aumentar seu poder militar para desafiar a posição de Israel no Oriente Médio. O Irã, por sua vez, acusa Israel de perseguição, de cometer uma série de crimes e ações de desestabilização, com o objetivo de minar interesses iranianos legítimos e impedir a criação de um Estado palestino soberano, entre outros.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала