Foguete chinês Long March 2C põe em órbita satélites de vigilância militar (FOTO, VÍDEO)

© AP Photo / Wang Jianmin Foguete Long March-2FT1 junto com a estação Tiangong-1 estão sendo lançados para o espaço, em 2011 (foto de arquivo)
Foguete Long March-2FT1 junto com a estação Tiangong-1 estão sendo lançados para o espaço, em 2011 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A China colocou em órbita em 24 de março três novos satélites de vigilância militar, lançados de um foguetão Long March 2C.

O Long March 2C é um lançador orbital chinês projetado para colocar satélites em órbita terrestre baixa.

Segundo relata o portal Space.com, o foguete decolou em 24 de março às 11h43 no horário local (0h43 no horário de Brasília) do Centro de Lançamento de Satélites Xichang, na província chinesa de Sichuan, e colocou em órbita três satélites militares de reconhecimento e vigilância Yaogan-30 Group 6.

Os três satélites "serão usados para detecção do ambiente eletromagnético e testes tecnológicos relacionados", segundo CCTV, um canal de notícias estatal da China citado pelo Space.com.

Os três satélites agruparam-se na constelação de satélites chineses Chuangxin-5, que agora consiste de 18 satélites Yaogan que foram sendo lançados em lotes de três desde 2017.

​Foguete chinês Long March 2C lança satélites militares de vigilância em órbita

Vale recordar que, em 16 de março, o novo foguete Long March 7A da China falhou no lançamento de um satélite secreto.

Embora a China tenha sido o primeiro epicentro da pandemia global de coronavírus, o país continuou a lançar foguetes durante todo o surto, ao mesmo tempo que se certificava que se seus engenheiros e técnicos de lançamento estavam devidamente protegidos em um ambiente de quarentena, concluiu o portal.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала