EUA devem levantar sanções se querem ajudar Irã a combater coronavírus, diz Rouhani

© AP Photo / Mohammad BernoHassan Rohani, presidente do Irã
Hassan Rohani, presidente do Irã - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As propostas dos EUA para ajudar o Irã na sua luta contra a COVID-19 são falsas, disse ontem, 23 de março, o presidente do Irã, Hassan Rouhani.

Washington afirma estar disposto para ajudar Teerã a combater o novo coronavírus. Porém, as autoridades do país persa culpam os Estados Unidos pelas sanções que dificultam assim os seus esforços para conter o surto. Rouhani exortou os americanos a apelarem ao seu governo para levantar as sanções enquanto o Irã luta contra o surto.

Por sua vez, Washington enviou ao Irã uma mensagem contundente: a propagação do vírus não irá salvar o país das sanções que estão sufocando suas receitas petrolíferas e isolando sua economia, aponta agência Reuters.

"Vocês bloquearam as exportações de petróleo do Irã, vocês interromperam as transações bancárias do Irã [...] Sua oferta de ajuda é a maior mentira da história", salientou o presidente iraniano durante seu discurso, acrescentando que são as sanções estadunidenses que impedem o acesso das pessoas aos cuidados médicos.

"Se querem ajudar o Irã, não precisam de fazer mais do que levantar as sanções", argumentou Rouhani.

De acordo com o chefe de Estado iraniano, as amplas sanções impostas por Washington agravam o desemprego e "criam problemas com o fornecimento de medicamentos e equipamentos" necessário para examinar e tratar os pacientes com o coronavírus.

Irã é o país mais afetado pela pandemia de COVID-19 no Oriente Médio, com 24.811 casos confirmados e 1.934 falecidos até agora.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала