Patrulha russo-turca é encurtada após terroristas usarem escudo humano em Idlib

© Foto / Ministério das Relações Exteriores da Rússia / Abrir o banco de imagensMilitares russos na Síria (imagem de arquivo)
Militares russos na Síria (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Defesa russa diz que patrulha conjunta russo-turca enfrentou provocações de terroristas na província síria de Idlib.

Em declaração, o Ministério da Defesa da Rússia anunciou:

"O trajeto da patrulha conjunta foi encurtado devido a provocações planejadas por grupos extremistas não controlados pela Turquia. Os terroristas tentaram usar civis, incluindo mulheres e crianças, como escudos humanos."

Ainda de acordo com o órgão, o Centro Conjunto de Coordenação Rússia-Turquia decidiu encurtar o percurso para evitar incidentes que pudessem afetar civis sírios.

Além disso, "foi dado mais tempo ao lado turco para tomar medidas, neutralizar os grupos terroristas e garantir a segurança das missões de patrulha conjuntas na rodovia M4", segundo o ministério.

Patrulha conjunta

Neste domingo (15), forças russas e turcas iniciaram uma operação conjunta na rodovia M4, na zona desmilitarizada de Idlib.

A medida foi uma decisão do presidente russo, Vladimir Putin, e de seu homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan.

Os presidentes também acertaram um cessar-fogo na Síria, o que diminuiu os confrontos no país árabe.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала