Maduro: 'querem desestabilizar Bolívia com mesma fórmula aplicada contra Venezuela'

© Sputnik / Stringer / Abrir o banco de imagensPresidente da Venezuela, Nicolás Maduro, durante reunião no Palácio de Miraflores, em Caracas, Venezuela
Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, durante reunião no Palácio de Miraflores, em Caracas, Venezuela - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, afirmou que a Bolívia está sofrendo uma tentativa de golpe de Estado, assim como aconteceu com a Venezuela.

Além disso, o mandatário venezuelano ressaltou ter alertado o presidente da Bolívia, Evo Morales, sobre a tentativa de golpe de Estado no governo boliviano.

Recentemente, o líder venezuelano exigiu que a comunidade internacional e a oposição boliviana respeitassem os resultados da eleição presidencial, que teve como resultado a reeleição de Evo Morales.

"As oligarquias já tinham anunciado a tentativa de golpe de Estado contra ele [Evo Morales]. Há dois meses, eu liguei para Evo, pois vi na Telesur [rede de televisão multiestatal para América sediada na Venezuela] uma reunião de oligarcas em Santa Cruz, onde diziam que se Evo Morales ganhasse as eleições, eles não reconheceriam a vitória", expressou Maduro.

​"Ratificamos todo nosso apoio moral, político e diplomático a Evo Morales e ao povo da Bolívia. Exigimos que os resultados sejam respeitados. Não há império que possa com os povos quando estes se levantam!", sentenciou o presidente [Maduro]. 

Nicolás Maduro também considerou que as oligarquias "querem desestabilizar a Bolívia utilizando a mesma fórmula utilizada contra a Venezuela inúmeras vezes", porém acredita que o presidente boliviano "receberá a solidariedade e o apoio mundial".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала