- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Comunidade diplomática está respirando aliviada por indicação de Forster, diz especialista

© Valter Campanato/Agência BrasilPalácio do Planalto
Palácio do Planalto - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, oficializou nesta quinta-feira (24) a indicação do diplomata de carreira Nestor Forster para a embaixada brasileira em Washington, nos Estados Unidos.

Segundo publicado pela agência Reuters, a informação foi dada pelo próprio presidente quando ele partia de Tóquio para a China.

"Por aqui mesmo a gente já pede o agrément e formaliza", disse Bolsonaro. "É uma pessoa bem-quista, é um quadro exemplar, tem tudo para dar certo", complementou.

Em entrevista à Sputnik Brasil, Carlos Gustavo Poggio, professor de Relações Internacionais, especialista em EUA, disse que Trump induziu Bolsonaro a uma reciprocidade ao indicar Todd Chapman para ocupar o cargo de embaixador dos Estados Unidos no Brasil.

"Há uma pressão adicional para o Brasil indicar embaixador porque os EUA estavam sem embaixador aqui no Brasil e agora recentemente indicou um nome e criou uma pressão para que o Brasil indicasse um nome", disse Poggio.

A indicação de Forster para a embaixada brasileira ocorre após o filho do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), ter desistido do cargo e assumido a liderança do PSL na Câmara dos Deputados.

Segundo a análise de Carlos Gustavo Poggio, a comunidade diplomática comemora a indicação de Forster.

"Pessoas que trabalham na área diplomática estão respirando aliviadas para o fato de que a embaixada brasileira nos Estados Unidos não será chefiada por alguém que não tenha experiência necessária para ocupar um cargo dessa importância", disse.

Forster já atua como encarregado de negócios da embaixada em Washington e é amigo pessoal do Ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e é discípulo de Olavo de Carvalho, guru do bolsonarismo.

Carlos Gustavo Poggio conta que Forster foi o responsável por colocar o chanceler brasileiro em contato com algumas organizações empresariais norte-americana durante sua última visita ao país.

"O Nestor Forster foi importante quando o Bolsonaro foi aos Estados Unidos, quando o Ernesto Araújo foi recentemente aos Estados Unidos. Foi o Nestor Forster quem arrumou para o Araújo fazer algumas entrevistas, ele tem algumas ligações e já tem uma rede de contatos muito bem colocada nos Estados Unidos", completou.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала