Tufão Hagibis arrasta sacos cheios de resíduos radioativos de Fukushima (VÍDEOS)

© AFP 2022 / Jiji PressPrédios danificados pelo tufão Hagibis em Ichihara, na prefeitura de Chiba, 12 de outubro de 2019
Prédios danificados pelo tufão Hagibis em Ichihara, na prefeitura de Chiba, 12 de outubro de 2019 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Toneladas de lixo contaminado foram despejadas no rio Furumichi, no Japão, quando o devastador tufão Hagibis arrastou numerosos sacos de resíduos de Fukushima.

Após a inundação do rio devido a fortes chuvas causadas pelo tufão, um número desconhecido de sacos, cada um contendo até uma tonelada de solo e vegetação contaminados do local de Fukushima, foi varrido de um local de armazenamento na cidade de Tamura.

O Ministério do Meio Ambiente japonês ainda não comentou o incidente, embora 17 sacos tenham sido recuperados, sendo que apenas 10 deles foram encontrados presos em árvores ao longo do rio na quarta-feira (16).

​O governo de Tamura disse ao jornal japonês Asahi Shimbun que foram deixados ao ar livre sem proteção 2.667 sacos de detritos contaminados (contendo grama radioativa, folhas, sujeira e madeira), que foram coletados durante a descontaminação no local de Fukushima após o desastre de 2011.

​"A concentração de materiais radioativos é relativamente baixa e tem pouco impacto sobre o meio ambiente", disse o ministério ao Kyodo News, insistindo que não houve aumento na radiação, quer na área onde os sacos foram armazenados ou no próprio rio.

Tufão devastador

Considerado o tufão mais poderoso que atingiu o Japão em décadas, o Hagibis causou enchentes em 200 rios, provocando a inundação de quase 10 mil casas, e foi precedido por um terremoto de magnitude 5,7 ao longo da costa de Chiba.

Pelo menos 74 mortes foram atribuídas ao Hagibis, e as equipes de resgate ainda estão à procura de sobreviventes, com 14 pessoas desaparecidas até o momento.

Tragédia radioativa

As autoridades japonesas têm procurado constantemente minimizar as consequências do desastre de Fukushima e anunciaram no início de outubro seus planos para "diluir" as águas residuais radioativas da usina, despejando-as no oceano quando a capacidade de armazenamento é excedida - horrorizando os países vizinhos, pescadores e defensores do meio ambiente.

O desastre em Fukushima ocorreu devido a um tsunami após um terremoto de 9 graus de magnitude em 2011, levando ao vazamento de material radioativo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала