Achada em Israel 'Nova York' de 5.000 anos que poderia reescrever história (FOTOS, VÍDEO)

© AP Photo / Tsafrir AbayovArqueólogos trabalham em grande cidade de 5.000 anos descoberta perto de Harish, no norte de Israel (imagem referencial)
Arqueólogos trabalham em grande cidade de 5.000 anos descoberta perto de Harish, no norte de Israel (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Autoridade de Antiguidades de Israel (AAI) anunciou a descoberta de uma megalópole de 5.000 anos ao lado da mais nova cidade de Israel, Harish, durante construção de estradas.

A cidade, que tinha uma área de uns 65 hectares e abrigava cerca de 6.000 habitantes (um número elevado na época), é a zona urbana da Idade do Bronze já encontrada em Israel, informou o jornal The Times of Israel no domingo (6).

As autoridades têm apontado que o assentamento de En Esur poderia "mudar para sempre o que sabemos sobre o surgimento da urbanização em toda a área".

"É muito maior do que qualquer local conhecido dentro e fora do território de Israel, bem como na região da Jordânia, Líbano ou sul da Síria", disse o codiretor de escavações, Yitzhak Paz.

© AP Photo / Tsafrir AbayovVista geral de uma grande cidade de 5.000 anos descoberta no norte de Israel, 6 de outubro de 2019
Achada em Israel 'Nova York' de 5.000 anos que poderia reescrever história (FOTOS, VÍDEO) - Sputnik Brasil
Vista geral de uma grande cidade de 5.000 anos descoberta no norte de Israel, 6 de outubro de 2019

O local era cercado por um muro fortificado e tinha áreas residenciais e públicas, enquanto que seus habitantes praticavam a agricultura e comercializavam em diferentes regiões, mesmo com outros reinos e culturas.

© AP Photo / Tsafrir AbayovArqueólogos trabalham em grande cidade de 5.000 anos descoberta perto da cidade de Harish, no norte de Israel, 6 de outubro de 2019
Achada em Israel 'Nova York' de 5.000 anos que poderia reescrever história (FOTOS, VÍDEO) - Sputnik Brasil
Arqueólogos trabalham em grande cidade de 5.000 anos descoberta perto da cidade de Harish, no norte de Israel, 6 de outubro de 2019

"Esta é a Nova York de nossa região da Idade do Bronze, uma cidade cosmopolita e planejada", disseram as autoridades.

Durante as escavações, a equipe descobriu um grande edifício público que era provavelmente um templo ou santuário, dentro do qual foram encontrados ossos de animais queimados, presumivelmente para sacrifícios e rituais religiosos.

Além disso, pouco antes da construção de novas estradas sobre o sítio arqueológico de En Esur, arqueólogos da AAI também descobriram um assentamento ainda mais antigo de 7.000 anos, abaixo de várias das estruturas de 5.000 anos.

Devido à importância do local, os pesquisadores irão preservar as escavações através de documentação de alta tecnologia e conservação física.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала