Moscou reage à adição de vice-ministro russo à lista de 'inimigos da Ucrânia'

© Sputnik / Konstantin Chalabov / Abrir o banco de imagensBandeiras da Rússia e Ucrânia
Bandeiras da Rússia e Ucrânia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O MRE da Rússia acusa site ucraniano de tentar influenciar o Tribunal Europeu de Direitos Humanos (TEDH) pela inclusão de Mikhail Galperin, vice-ministro da Justiça russo, na "lista de inimigos da Ucrânia".

Ontem, (25), o vice-ministro da Justiça da Rússia, Mikhail Galperin, foi incluindo na "lista de inimigos da Ucrânia" pelo site ucraniano Mirotvorets (Pacificador).

"Nós vemos nestas ações dos autores e patrocinadores do Mirotvorets uma tentativa de influenciar o processo judicial em curso através de ameaças e intimidações", declarou o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

A autoridade russa também classificou o ato como uma "atividade ilegal deste instrumento informativo de extrema-direita".

Por último, a chancelaria russa conclamou às autoridades internacionais para darem uma avaliação cabal às ações do Mirotvorets, assim como para pressionarem Kiev a fechar o site.

Lista do Mirotvorets

O site divulga informações pessoais dos indivíduos incluídos em sua "lista de inimigos da Ucrânia", o que os coloca sob o risco da ação de ativistas violentos.

Na sequência disso, um político ucraniano e um jornalista foram assassinados após terem seus nomes divulgados pelo site.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала