Inundações 'sem precedentes' podem atingir a Terra a partir de 2050

© AP Photo / Matthew HintonMãe carregando seus filhos durante a inundação em Nova Orleans (EUA)
Mãe carregando seus filhos durante a inundação em Nova Orleans (EUA) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A partir de 2050, o mundo deverá testemunhar inundações nunca vistas, mais frequentes e muito violentas, segundo um novo estudo da ONU.

Tais cataclismos deverão ocorrer como resultado da grande emissão de CO2 na atmosfera.

De acordo com um novo estudo do Painel Intergovernamental da ONU sobre Mudanças Climáticas (IPCC), existem provas avassaladoras de que a subida em 1°C da temperatura média mundial trará graves consequências para os ecossistemas e a humanidade.

"A fusão das geleiras e dos mantos de gelo provoca a subida do nível o mar, e os fenômenos extremos no litoral são cada vez mais violentos", indica o estudo do IPCC.

O trabalho contou com mais de 100 autores de 36 países diferentes.

Nível do mar

Ainda de acordo com o IPCC, as inundações que costumavam ocorrer uma vez a cada 100 anos, poderiam se tornar anuais ou ocorrer a cada 50 anos.

Estas inundações teriam ligação direta com o aumento do nível do mar provocado pelo derretimento das calotas polares. Cidades litorâneas e pequenas ilhas seriam as regiões mais afetadas.

Outro fator importante é que o estudo concluiu que, no atual momento, a redução drástica das emissões de CO2 no mundo não impediria por completo o aumento do nível do mar.

No entanto, a continuação das emissões poderá elevar o nível médio do mar de 60 a 110 centímetros.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала