Donetsk rejeita oferta para receber forças de paz bielorrussas

© Sputnik / Sergei Averin / Abrir o banco de imagensParticipantes da marcha durante as celebrações do Dia da República Popular de Donetsk, no quinto aniversário da proclamação da independência
Participantes da marcha durante as celebrações do Dia da República Popular de Donetsk, no quinto aniversário da proclamação da independência - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Denis Pushilin, líder da autoproclamada República Popular de Donetsk (DPR), rejeitou nesta quinta-feira uma oferta do presidente da Bielorrússia, Aleksandr Lukashenko, para instalar forças de paz bielorrussas em Donbass.

Mais cedo, Pushilin havia afirmado que estava pronto para enviar forças de paz para Donbass e assumir o monitoramento de uma faixa da fronteira russo-ucraniana se as partes envolvidas no conflito no leste da Ucrânia concordassem com sua proposta.

"A República Popular de Donetsk não precisa de forças de paz da Bielorrússia para garantir a ordem em seu território e em suas fronteiras", declarou o líder da RPD através de um comunicado, agradecendo ao governo bielorrusso. "Os órgãos policiais da república são capazes de lidar de maneira independente e eficaz com essas tarefas", enfatizou. 

​Desde abril de 2014, a região de Donbass, no leste da Ucrânia, se encontra em estado de guerra, com as tropas do exército ucraniano se opondo a forças separatistas das autoproclamadas repúblicas de Donetsk e Lugansk, que se rebelaram contra o poder central de Kiev após o golpe de Estado que derrubou o presidente eleito Viktor Yanukovich.

Apesar de várias tentativas de entendimento, da assinatura dos chamados acordos de Minsk e de uma série de regimes de cessar-fogo, os confrontos seguem na região, com as partes em conflito trocando frequentes acusações de violações da trégua.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала