- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Augusto Aras diz que Lava Jato é 'um marco', mas reconhece excessos

© Foto / Pedro Ladeira / FolhapressSubprocurador Augusto Aras, escolhido pelo presidente Bolsonaro para chefiar a Procuradoria-Geral da República
Subprocurador Augusto Aras, escolhido pelo presidente Bolsonaro para chefiar a Procuradoria-Geral da República - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O subprocurador Augusto Aras, indicado ao cargo de Procurador-Geral da República, participou nesta quarta-feira (25) de uma sabatina da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

Ao ser questionado sobre a Operação Lava Jato, o subprocurador afirmou que a força-tarefa é um importante marco no combate à corrupção, mas destacou que sempre reconheceu os excessos.

De acordo com ele, a Lava Jato "traz boas referências em torno de investigações, tecnologias, modelos e sistemas, mas é preciso que nós percebamos que toda e qualquer experiência nova traz também dificuldades".

“Eu sempre apontei os excessos, mas sempre defendi a Lava Jato, porque a Lava Jato não existe per se. A Lava Jato é o resultado de experiências anteriores, que não foram bem-sucedidas na via judiciária”, afirmou o subprocurador Gustavo Aras.

“Esse conjunto de experiências gerou um novo modelo, modelo esse passível de correções, e essas correções eu espero que possamos fazer juntos, não somente no plano interno do Ministério Público, mas com a contribuição de senadores e senadoras, porque é fundamental que nós aprimoremos o combate, o enfrentamento à macrocriminalidade", acrescentou.

Augusto Aras também destacou que em sua eventual gestão "não faltará independência", mas observou que é preciso trabalhar com respeito e harmonia com os demais poderes para evitar "confrontos".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала