Rússia, Turquia e Irã acusam Israel de desestabilizar região com ataques

© Sputnik / Valery Melnikov / Abrir o banco de imagensHassan Rouhani (presiente do Irã), Recep Tayyip Erdogan (presidente da Turquia) e Vladimir Putin (presidente da Rússia) durante cúpula tripartida
Hassan Rouhani (presiente do Irã), Recep Tayyip Erdogan (presidente da Turquia) e Vladimir Putin (presidente da Rússia) durante cúpula tripartida - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Rússia, Turquia e Irã emitiram hoje um comunicado conjunto condenando os recentes ataques realizados por Israel contra alvos na Síria, e culpando Tel Aviv por aumentar a instabilidade no Oriente Médio.

"Os presidentes consideram os ataques militares israelenses na Síria desestabilizadores, violando a soberania e a integridade territorial do país, além de levar ao aumento das tensões na região", diz a versão em língua russa do documento, publicada no site do Kremlin após um encontro dos líderes dos três países nesta segunda-feira em Ancara. 

Ancara: comunicado de imprensa após a cúpula tripartida.​

Israel vem realizando vários ataques aéreos contra a Síria nos últimos anos, alegando que os mesmos teriam como objetivo deter a suposta presença iraniana no país árabe.

Damasco considera os ataques uma violação flagrante do direito internacional, enquanto o Irã insiste que sua presença na Síria se limita a conselheiros militares que ajudam Damasco a combater grupos terroristas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала