Nova Rota da Seda trava declaração do Conselho de Segurança da ONU sobre Afeganistão

© Sputnik / Sergei Guneev / Abrir o banco de imagensVladimir Putin e Xi Jinping durante o segundo dia do Fórum "Um Cinturão, uma Rota", em 15 de maio de 2017
Vladimir Putin e Xi Jinping durante o segundo dia do Fórum Um Cinturão, uma Rota, em 15 de maio de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
China e Rússia estão em conflito com os Estados Unidos e outros membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas por conta da resolução da missão política da ONU no Afeganistão.

Pequim insiste em inserir uma referência ao seu programa de investimentos de US$ 1 trilhão conhecido como Nova Rota da Seda, ou Cinturão e Rota (BRI, na sigla em inglês), no texto. 

O mandato de seis meses da missão expira na terça-feira (17) e os membros do Conselho se reuniram a portas fechadas por mais de mais duas horas nesta segunda-feira (16). Contudo, não houve consenso para emitir um comunicado. 

O embaixador russo, Vasily Nebenzya, atual presidente do Conselho, disse à imprensa depois da reunião que os diplomatas estão trabalhando em um novo texto e "estamos no processo de alcançar um acordo".

Os EUA e outros membros resistem à inclusão do programa chinês no texto. 

 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала