Premiê britânico Boris Johnson nega ter mentido para Rainha Elizabeth II

© REUTERS / Dylan MartinezO primeiro-ministro britânico Boris Johnson.
O primeiro-ministro britânico Boris Johnson. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, negou nesta quinta-feira (12) ter mentido para a Rainha Elizabeth II ao solicitar que ela suspendesse o Parlamento.

Johnson pediu à chefe de Estado do Reino Unido que fechasse o Parlamento por cinco semanas a partir da última terça-feira, alegando que a medida era necessária antes de lançar uma nova agenda doméstica.

A suspensão extraordinariamente longa — conhecida como prorrogação — foi amplamente vista como uma tentativa de barrar a oposição a um Brexit sem acordo com a União Europeia e provocou alvoroço em todo o espectro político, além de questionamentos legais.

O governo foi forçado na quarta-feira a publicar seus planos de contingência para um possível cenário de saída da União Europeia sem acordo após uma votação parlamentar, mas a oposição o acusou de ocultar informações.

Questionado se ele havia enganado a Rainha Elizabeth II sobre seus motivos para a suspensão do Parlamento, Johnson disse: "Absolutamente não".

"Precisamos continuar e fazer todo tipo de coisa em nível nacional", acrescentou o premiê.

O Parlamento britânico será reaberto em 14 de outubro e o Brexit está agendado para o dia 31 do mesmo mês.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала